cordeiro 1

Jovem de Cordeiro carregará a Tocha Olímpica após vencer preconceito por ter TDAH

2
Foto: Reprodução.

No próximo domingo (31.07), Cordeiro receberá a Tocha Olímpica dos Jogos Rio-2016. Uma das condutoras do fogo olímpico na cidade será a jovem Ana Beatriz Pinto Schueller, de 20 anos, selecionada em uma campanha que escolheu alguns condutores através de indicações de pessoas com histórias de superação. Bia Schueller foi indicada após ter superado o preconceito por sofrer do Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), problema que afetou sua adolescência.

Na infância, enquanto cursava o ensino fundamental, a garota praticava ginástica artística em um projeto de Cordeiro. Porém, quando ingressou no ensino médio, teve que abandonar o esporte após apresentar sintomas do TDAH. Para piorar, o desempenho na escola caiu de rendimento e Ana Beatriz teve que repetir o primeiro ano. Após constatado o transtorno, ela começou a fazer um tratamento fitoterápico, que não surtiu efeito. Logo surgiu o bullying na escola. A situação só começou melhorar quando Bia passou a usar outro medicamento.

O interesse pela ginástica renasceu quando a cordeirense começou a ser baliza na fanfarra da escola, e logo depois se interessou pela lira, instrumento que passou a tocar. O avanço no tratamento do TDAH fez com que Ana Beatriz passasse a ajudar os amigos que sofriam do mesmo problema, incentivando-os a estudarem mais e lutarem por seus sonhos. Hoje, ela se formou no Ensino Médio e pretende cursar faculdade de letras ou artes cênicas.

SFn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *