sexta-feira , 17 novembro 2017

Jovem é liberado minutos após ser detido acusado de furto e roubo em São Fidélis Os dois crimes foram praticados neste sábado (15) em São Fidélis

Os dois crimes foram praticados neste sábado (15) em São Fidélis

 

Fotos: SF Notícias

Um jovem de 22 anos foi detido pela Polícia Militar após furtar uma residência no bairro Barão de Macaúbas e roubar um idoso no bairro São Vicente de Paula neste sábado (14/01) em São Fidélis. Ele foi levado para a delegacia, mas foi liberado minutos depois, pois o delegado de plantão responsável pelos flagrantes neste final de semana (delegado de Campos) entendeu que não houve flagrante.

Segundo informações do sargento Stofel e cabo Côrtes, o jovem D.G.L. foi detido na Rua Fidélis Junqueira, no bairro São Vicente. Por volta das 9h30 da manhã ele invadiu uma residência do bairro Barão de Macaúbas, onde furtou um aparelho celular e um par de sandálias. 

A proprietária do imóvel contou para nossa equipe que estava em casa com a irmã, e que ambas estavam dormindo quando ele pulou a janela e entrou na residência, mas quando a irmã acordou, ele saiu correndo. Horas depois o jovem roubou um idoso 75 anos que fez aniversário neste sábado. Ele estava chegando a casa, na Rua José Dias Cavararo, no bairro São Vicente, quando o acusado pegou duas carteiras que estavam no bolso da calça da vítima. Em uma das carteiras havia R$ 400,00. Na fuga, ele deixou a sandália que havia sido furtada cair na rua. 

Os policiais do Posto de Policiamento Comunitário (PCC) da Chatuba fizeram buscas em vários pontos do bairro São Vicente e conseguiram encontrar o acusado. Ao ser questionado, ele levou os PMs até uma casa abandonada que fica próximo de sua residência. Lá estavam as carteiras roubadas. Ainda de acordo com os policiais, em depoimento o jovem disse que usou o dinheiro para comprar drogas. 

Ao ver o acusado saindo pela porta da frente da delegacia, o idoso ficou indignado e questionou o motivo da soltura. “Agora ele me conhece, sabe que eu o reconheci e vai ser solto? E meu dinheiro? Pra onde foi?”, disse à vítima que foi embora revoltada com o fato. Um inquérito foi instaurado para investigar os casos. 


Mais do SFn