sexta-feira , 9 dezembro 2016
5

Jovens de São Fidélis se reúnem para ir à Jornada Mundial da Juventude na Polônia

6
Fotos: Matheus Berriel

Católicos de vários países do mundo tradicionalmente se reúnem na Jornada Mundial da Juventude, evento religioso instituído em 1985 e que vem promovendo a fé dos jovens mundo afora em várias edições, como na do Rio de Janeiro, realizada em 2013, que reuniu cerca de 3,7 milhões de pessoas, sendo a segunda maior da história, ficando atrás apenas da de 1995, em Manila, nas Filipinas, que contou com cerca de 4 milhões. O resultado da JMJ no Rio foi tão positivo que um grande número de brasileiros está se programando para ir à próxima edição, que será realizada no ano que vem, em Cracóvia, na Polônia, entre eles um grupo de São Fidélis.

– Eles já se organizaram há um tempo. Agora estão trabalhando, fazendo eventos, pra arrecadarem a quantia pra irem. – disse o padre Gaspar, pároco da igreja Nossa Senhora Aparecida, responsável pelo grupo jovem que pretende ir à Cracóvia. Coordenador do grupo, Gerfferson de Castro Pacheco Gomes conversou com o SF Notícias e contou detalhes da preparação e do entusiasmo dos fidelenses para o evento.

– Foi basicamente um incentivo do padre Claudiomar, na época pároco de São Fidélis. Ele nos incentivou a formar um grupo para a próxima jornada. Até então,um grupo pequeno havia ido para a jornada do Rio, para vigília. Teve um grupo maior, da administração apostólica, que foi em média com 60, 70 pessoas. O nosso foi um grupo menor, de São Fidélis. Nós fomos acompanhando o padre Adriano e nos entusiasmamos, porque só quem vai à jornada sabe o sentimento. Às vezes nós vemos milhares de jovens, com vários problemas que tiveram de estadia. Nós mesmos dormimos no calçadão. E uma das coisas que eu descobri foi que, na vida, a gente precisa de muito pouco. Tão pouco que é só ter fé e seguir adiante. Com o espírito da jornada, isso que nos cativou ainda mais. – relatou Gerfferson, lembrando que a JMJ serviu de estímulo para os encontros dos jovens.

2– O padre Claudiomar incentivou o grupo de trabalho. Após a Missa todo mundo ia embora pra casa, não tinha esse hábito de conversar, se reunir. Foi aí que nós nos juntamos e começamos a pensar nesse grupo para ir à jornada do ano que vem, na Cracóvia. Têm jovens do nosso grupo que não foram na jornada do Rio, e foram incentivados através do nosso grupo e dos movimentos que viram na mídia e na própria paróquia. Uma vez ao mês nós temos o domingo dedicado ao jovem, onde ele canta no coral, monitora a Missa, auxiliam como acólitos, que costumam chamar de coroinha, que dão atendimento ao padre. – disse.

Em média, 67 pessoas formam o grupo da administração apostólica que engloba São Fidélis, Bom Jesus, Pádua, Campos e outras cidades da região. Destas, quase 10 são fidelenses. Um dos problemas enfrentados é a disponibilidade para a sequência na realização do trabalho, devido a compromissos extra-religiosos. No entanto, o grupo procura sempre se manter atualizado sobre os detalhes da viagem em 2016.

– No início foram abertas as inscrições. Hoje até se pode, mas a dificuldade é maior, porque vão dois ou três padres, inclusive o bispo Dom Fernando, mais alguns jovens, e foi feito um pacote, desde 2013. No modo geral, sempre temos uma união da paróquia de Nossa Senhora Aparecida com a Matriz de São Fidélis. Foram oferecidas vagas, e são os padres os responsáveis. Há pacotes mais caros, nós conseguimos um preço acessível. Hoje, com a proximidade, as parcelas ficam maiores. Muitas pessoas deixaram mais pra frente, pra decidir no ano, devido as alterações financeiras, etc. – lembrou Gerfferson, ressaltando que os peregrinos já estão envolvidos no acerto da documentação para a viagem para a Polônia, como a retirada dos passaportes.

3Mesmo para quem não for para a Jornada Mundial da Juventude na Cracóvia poderá participar dos eventos da igreja Nossa Senhora Aparecida, em São Fidélis. O convite foi feito pelo próprio pároco e reforçado pelo coordenador do grupo jovem.

– A igreja está sempre aberta, é um prazer, sempre uma alegria receber as pessoas que querem conhecer a igreja. Aos domingos nós temos a Missa às 08h30m e às 19h, e temos também todas às terças-feiras o terço dos homens e às sextas-feiras o terço das mulheres. – disse o Padre Gaspar. – Todos que quiserem serão sempre bem vindos. O carisma da Missa tradicional é muito lindo, é uma Missa muito rica. Os jovens que não conhecem, venham conhecer. O nosso padre Gaspar graças a Deus teve uma grande aceitação dos jovens. Também tem o terço dos homens que é um momento muito bonito. No último nós reunimos 580 homens. É um momento de conhecimento, fica o convite para todos. – finalizou Gerfersson.

BOTE FÉ 5

 

SFn