segunda-feira , 26 agosto 2019

Justiça decreta prisão da mulher de Sérgio Cabral Adriana Ancelmo é acusada de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha

Adriana Ancelmo é acusada de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha

Fotos: Reprodução
Fotos: Reprodução

Foi determinada nesta terça-feira (6), pelo juiz Marcelo Bretas, a prisão de Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador Sérgio Cabral. Ela é acusada de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha, na Operação Calicute do Ministério Público Federal.

Adriana é suspeita de lavagem de dinheiro e de ser beneficiária do esquema criminoso do grupo ligado ao ex-governador. Ela foi alvo de mandado de condução coercitiva no mesmo dia em que o marido foi preso. Ela chegou a ter a prisão temporária pedida pelo MPF, mas na ocasião o pedido foi negado.

Sérgio Cabral foi preso há 19 dias em um dos desdobramentos da Lava Jato, que desvendou esquema milionário de propinas, ele teria chefiado um grupo que girou R$ 224 milhões em corrupção. Outros 12 aliados de Cabral também são acusados.


Mais do SFn