segunda-feira , 16 setembro 2019

Laudo descarta estupro, mas confirma agressão em bebê de 9 meses morto em Conceição de Macabu Hemorragia interna provocada por uma pancada muito forte no fígado teria sido a causa da morte

Hemorragia interna provocada por uma pancada muito forte no fígado teria sido a causa da morte

O exame realizado no Instituto Médico Legal (IML) de Macaé descartou a hipótese de estupro, mas confirmou a agressão sofrida pelo pequeno Ícaro da Silva, de apenas 9 meses, que morreu em Conceição de Macabu. Ele chegou a ser socorrido e encaminhado ao Hospital Municipal Ana Moreira, mas não resistiu. O menino deu entrada no hospital com sinais de agressões e sem algumas unhas das mãos e dos pés.

Segundo informações da Polícia Civil, o bebê teria morrido em função de uma hemorragia interna provocada por uma pancada muito forte no fígado. O crime, que chocou os moradores de Conceição de Macabu e municípios vizinhos, aconteceu na manhã de segunda-feira (24/06) em uma residência localizada no bairro São Henry, casa em que o Ícaro morava.

O padrasto da criança é o principal suspeito de ser o autor do crime. Ele desapareceu após a criança ser encontrada com sinais de espancamento, e ainda não foi encontrado. Ele será indiciado por homicídio por espancamento. O suspeito já possui passagem por tráfico de drogas. “Quando ele estava preso, a mãe das crianças teve um outro relacionamento. O bebê é fruto deste relacionamento. Ele foi solto e eles voltaram a se relacionar. Em março deste ano, o casal foi morar junto, mas a família dela não concordava que a criança fosse morar com eles, pelo fato do menino não ser filho dele”, disse o delegado Jorge Veloso ao Ururau.

O delegado disse ainda que a mãe da criança contou que foi à casa da mãe dela, e que quando voltou encontrou a criança de dois anos chorando e chamando pelo Ícaro. Ela foi até o quarto, e quando chegou encontrou o filho desfalecido. A mãe relatou ainda que perguntou ao companheiro o que teria acontecido, mas ele teria dito que ela estava fazendo escândalo à toa e saiu de casa.


Mais do SFn