sexta-feira , 14 dezembro 2018

Laudo do IML vai apontar se turista encontrada nua em trilha de Arraial sofreu violência sexual Moradora de Florianópolis desapareceu no domingo (18); Bombeiros, Guarda Marítima, guias de trilha e pescadores participaram das buscas

Moradora de Florianópolis desapareceu no domingo (18); Bombeiros, Guarda Marítima, guias de trilha e pescadores participaram das buscas

Fotos: Reprodução

A Polícia Civil segue investigando a morte de Fabiane Fernandes, de 32 anos, moradora de Florianópolis, que havia desaparecido em uma trilha em Arraial do Cabo no domingo (18). O corpo foi encontrado nu e com marcas de violência na cabeça, nesta quarta (21), em uma área de difícil acesso, a cerca de três quilômetros da trilha.

Na manhã desta quinta (22), o corpo passou por autópsia no Instituto Médico Legal de Araruama. O laudo necroscópico apontará a real causa da morte e se a turista foi vítima de violência sexual, o prazo médio é de 10 dias. Até o momento, a Polícia Civil não descarta nenhuma hipótese.

Ao G1, o delegado responsável pelo caso, Renato Mariano, titular da 132ª Delegacia de Arraial, não descartou o crime de latrocínio – roubo seguido de morte – já que apesar de o celular ter sido encontrado ao lado do corpo, a carteira da vítima estava vazia. Testemunhas já foram ouvidas e a família de Fabiane é esperada para liberar o corpo no IML.


Mais do SFn