terça-feira , 27 junho 2017

Lote de medicamento para pressão alta é interditado pela Anivisa Em caso de interdição, Anvisa orienta que consumidor suspenda o uso do medicamento

Em caso de interdição, Anvisa orienta que consumidor suspenda o uso do medicamento

Fotos: Reprodução

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) interditou nesta quarta (07) um lote do medicamento Hidroclorotiazida destinado ao tratamento de pressão alta.

O lote 6562015 fabricado pela empresa Laboratório Teuto Brasileiro S/A, com validade 11/2018 foi interditado por conta de resultados laboratoriais insatisfatórios.

Segundo a Anvisa, a interdição é válida por 90 dias após a divulgação no Diário Oficial, período em que é realizada a contraprova do laudo de análise fiscal emitido por órgão-parte do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS).

Durante esse prazo, os lotes interditados não podem ser comercializados nem consumidos. O usuário que já tiver adquirido algum produto dos lotes interditados deve interromper o uso e, em caso de dúvidas, deve entrar em contato com o serviço de atendimento ao consumidor do fabricante.



Mais do SFn

SFn