quinta-feira , 27 fevereiro 2020

Mais de 1.400 raios são registrados em São Fidélis durante temporal Número impressiona já que em apenas 20 dias de janeiro foram registrados 715 raios no município; temporal provocou alagamentos, quedas de árvores e outros transtornos

Número impressiona já que em apenas 20 dias de janeiro foram registrados 715 raios no município; temporal provocou alagamentos, quedas de árvores e outros transtornos

Raios intra-nuvem também foram registrados nesta segunda em São Fidélis. Fotos: Reprodução/ redes sociais

Uma tempestade com grande atividade elétrica assustou moradores de São Fidélis, no Norte Fluminense, nesta segunda-feira (10/02). Com o aquecimento ao longo do dia e o impacto da entrada da frente, nuvens carregadas se formaram sobre o município. Mas, o que chamou atenção e assustou moradores foi a quantidade de raios durante o temporal. Muitos afirmaram nunca ter visto uma tempestade desse tipo na cidade. O SF Notícias buscou junto ao Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), a incidência de raios nesta segunda (10). O número é surpreendente: foram 1.420 raios nuvem-solo – que atingem o chão – entre 15h e 0h, ou seja, em menos de 10h. Para se ter uma ideia, nos primeiros 20 dias de janeiro, ainda segundo dados do ELAT, foram registrados 715 raios no município, pouco mais da metade dos raios registrados ontem. (Continua após a publicidade)

Já entre outubro e dezembro de 2019, foram registrados 1.460 raios em São Fidélis. Ainda nesta segunda (10) cidades vizinhas também registraram grande atividade elétrica. Campos registrou 795 raios, Cambuci 360, Cardoso Moreira 315, Itaocara 80 e Santa Maria Madalena 70 raios. O temporal também provocou transtornos. Houve quedas de árvores na RJ-192, entre São Fidélis e Cambiasca, além de pontos de alagamentos em ruas da cidade, como em parte da Avenida Paranhos, parte da Rua do Sacramento (SUS), parte da Frei Ângelo (cruzamento da Avenida Sete de Setembro) e trechos da Frei Victório (cruzamento da APAE e cruzamento da Euclides da Cunha). No final da noite, moradores da Ipuca, 2º distrito, ficaram sem luz. Também houve falta de energia em outros pontos da cidade. A estação do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) localizada em Cambuci, registrou rajadas de vento de 66 km/h no momento do temporal. (Reveja AQUI).

Mais do SFn