terça-feira , 23 outubro 2018

Mais de 1 milhão de veículos devem passar pela BR-101 entre o Natal e Réveillon Concessionária que administra a rodovia vai trabalhar com reforço na operação de atendimento ao usuário

Concessionária que administra a rodovia vai trabalhar com reforço na operação de atendimento ao usuário

Fotos: Autopista Fluminense

Durante o período de festas de Natal e Réveillon, entre os dias 22 de dezembro e 3 de janeiro de 2017, a Autopista Fluminense, concessionária de rodovia da Arteris responsável pela administração da BR-101 RJ/Norte entre Niterói e a divisa com o Espírito Santo, vai trabalhar com reforço na operação de atendimento ao usuário. A concessionária está preparada para receber mais de 1 milhão de veículos no período.

A maior concentração de tráfego deve acontecer entre Niterói e Itaboraí, Rio Bonito e Casimiro de Abreu. Painéis de mensagens variáveis (PMVs), 6 fixos e 10 móveis, informarão aos condutores as condições da rodovia.

Toda a operação com acionamento de recursos para atendimento ao usuário é coordenada pelo Centro de Controle em São Gonçalo. Essa estrutura também é responsável pelo acompanhamento das 107 câmeras de monitoramento. O sistema também auxilia a Polícia Rodovia Federal na fiscalização da rodovia, que já atua com a emissão de autos de infração e flagrantes por meio das câmeras de monitoramento.

Em virtude da Operação Especial, as obras que exigem interdições temporárias de faixas de rolamento serão suspensas, mas equipes permanecerão de prontidão para obras emergenciais. A Autopista Fluminense desenvolveu esquemas de sinalização para o período, que serão implantados em locais estratégicos da via e com obras fixas, com o objetivo de garantir a fluidez do tráfego e a redução do risco de acidentes.

Nos dias de maior fluxo, as praças de pedágio da BR-101/RJ Norte funcionarão com sua capacidade máxima. Arrecadadores adicionais estarão de plantão para fazer a cobrança à frente das cabines (papa-filas), quando necessário. A tarifa básica para automóveis é de R$ 4,50. Motos pagam R$ 2,25. Veículos comerciais pagam conforme o número de eixos.


Mais do SFn