segunda-feira , 18 novembro 2019

Mais uma mulher morre com suspeita de dengue em Campos dos Goytacazes

hpc2
Fotos: Ralph Braz / Pense Diferente.

No domingo (25), uma mulher de 60 anos morreu com suspeita de dengue, no Hospital dos Plantadores de Cana. J.C.S.P. era moradora de Santa Maria, na zona norte da cidade, e estava internada no HPC desde o último dia 23, com febre, dor de cabeça e vômito, sintomas comuns da doença. A confirmação inicial foi dada em um exame de triagem realizado no período de internação.

No HPC, J.C.S.P. ficou na UTI, com quadro de insuficiência respiratória aguda e choque circulatório. Segundo familiares, ela começou a sentir os sintomas após retornar de uma viagem de Guaçuí, no Espírito Santo. A Direção de Vigilância em Saúde deu início a uma investigação e vai enviar soro para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O resultado final deverá sair nos próximos dias.

Este não é o primeiro caso de morte por suspeita de dengue em 2015 em Campos. No dia 28 de abril, uma outra mulher, de 42 anos, moradora do bairro Novo Jóquei, morreu em um hospital particular da cidade, com suspeita de dengue hemorrágica. 727 casos da doença já foram confirmados pela Secretaria de Saúde, que recentemente descartou a hipótese de uma epidemia, alegando que já era esperado o aumento no número de casos em abril e maio, pois é natural a incidência ser maior nesses meses.

De acordo com o diretor do Centro de Referência de Doenças Imuno-infecciosas (CRDI), Luiz José de Souza, para ser considerada uma epidemia, teriam que existir 300 casos de dengue para cada 100 mil habitantes. Como Campos possui uma média de 500 mil habitantes, o número de casos confirmados para uma epidemia seria de 1.500, mais que o dobro da quantidade atual.

Mais do SFn