sábado , 10 dezembro 2016
degase novo 2

Menores do Degase de Campos agridem funcionários durante motim Durante o protesto, internos chutaram as portas de metal das celas e gritaram palavras de ordem de uma facção criminosa

Durante o protesto, internos chutaram as portas de metal das celas e gritaram palavras de ordem de uma facção criminosa

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Internos do Centro de Socioeducação Professora Marlene Henrique Alves, o Degase, situado em Itereré, Campos dos Goytacazes, realizaram na noite desta quinta-feira (17/11) um motim na unidade e agrediram funcionários que precisaram de atendimento hospitalar.

Segundo informações, o motivo do protesto é a impossibilidade de serem remanejados de cela, visto que a unidade tem capacidade para 120 internos e está com 259 adolescentes.

Durante o protesto, os internos chutaram as portas das celas, que são feitas de metal. Assim que os agentes chegaram ao local, foram insultados. Os menores estavam armados com cabos de vassouras e pedaços de metais arrancados das estruturas das próprias celas, e gritavam palavras de ordem de uma facção criminosa.Os agentes precisaram fazer uso de spray de pimenta.

Dois funcionários ficaram feridos e precisaram ser socorridos para o Hospital Ferreira Machado. A ocorrência foi registrada na 134ª Delegacia Legal do Centro de Campos, com a condução dos internos responsáveis pelas agressões. Os agentes denunciam as condições de superlotação e a ausência de equipamentos não letais para conter motins e agressões, que tornam o ambiente mais tenso, prejudicando o convívio ordeiro no local.

SFn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *