segunda-feira , 17 junho 2019

Mesmo presos, cinco deputados tomam posse na Alerj Segundo nota da Alerj, os deputados não poderão constituir gabinete e nem receberão salários

Segundo nota da Alerj, os deputados não poderão constituir gabinete e nem receberão salários

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) decidiu, por unanimidade, em reunião realizada na quarta (20), dar posse a cinco deputados eleitos que estão presos.

Na primeira vez em que o livro histórico de posse saiu de dentro da Assembleia, neste quinta (22), ele teve como destino o Complexo Penitenciário de Bangu, no Rio, onde estão André Corrêa (DEM), Luiz Martins (PDT), Marcus Abraão (Avante) e Marcus Vinícius Neskau (PTB).

Posteriormente ele foi levado até Chiquinho da Mangueira (PSC), que está prisão domiciliar. Em nota, a Alerj informou que a decisão foi tomada em observância à decisão do TRF da 2ª Região, que deixou a cargo da Mesa Diretora da Alerj a responsabilidade de empossar os eleitos.

“Os deputados não poderão constituir gabinete nem receberão salários. A medida será mantida enquanto permanecer em vigor a decisão do TRF da 2ª Região, que determinou a prisão cautelar e o afastamento das funções públicas, preservando aos eleitos o direito de posse em caso de absolvição. Em 48 horas, a Casa convocará os suplentes” – informou a Alerj.


Mais do SFn