segunda-feira , 27 maio 2019

Miracema decreta situação de emergência devido à epidemia por infestação do Aedes Segundo a Prefeitura, um gabinete de crise foi instalado, com a coordenação do vice-prefeito

Segundo a Prefeitura, um gabinete de crise foi instalado, com a coordenação do vice-prefeito

A Prefeitura de Miracema, após a coleta de dados oficiais, decretou situação de emergência em saúde pública em razão da epidemia por infestação do mosquito Aedes aegypti. Um gabinete de crise foi instalado, com a coordenação do vice-prefeito Gilson Sales.

Segundo a administração municipal, o decreto – válido por 120 dias, podendo ser prorrogado – não possibilita que haja qualquer tipo de compra emergencial sem licitação, mas sim o envio de materiais necessários por parte do Governo do Estado e Governo Federal, como repelentes, medicamentos, homens e veículos.

De acordo com o decreto, já foram notificados 127 casos de dengue e 120 de chikungunya, uma taxa de incidência de aproximadamente 441,3 casos por 100 mil habitantes. O documento aponta ainda que 80% dos focos são encontrados dentro das casas e terrenos baldios.

Mutirões pela cidade

Como forma de combate ao mosquito, mutirões vêm sendo realizados pelo município de Miracema desde o dia 27 de abril. Na data, as ações se concentraram na Vila e no Cruzeiro, onde foram identificados focos do Aedes em 60% dos imóveis visitados pelas equipes.

Na segunda (06/05) o mutirão foi em Paraíso do Tobias e segundo a Prefeitura, os focos, em sua ampla maioria, foram identificados em locais particulares. Já nesta quarta (08) as ações ocorreram nas ruas Governador Roberto Silveira, João Shelck, e João de Agosto.

 


Mais do SFn