Miracema inicia vacinação da população contra a febre amarela O município está na área de bloqueio delimitada pelo Estado, pois faz divisa com Minas Gerais

O município está na área de bloqueio delimitada pelo Estado, pois faz divisa com Minas Gerais

Fotos: divulgação

A Prefeitura de Miracema, no Noroeste Fluminense, iniciou o processo de vacinação da população contra a febre amarela. O município está em área de risco, pois faz divisa com o Estado de Minas Gerais. A partir de hoje, os PSFs da cidade e distritos estarão atendendo a população entre 08h e 16 horas. A apresentação de documento de identificação é necessária.

“A população pode ficar tranquila. Há vacinas suficientes em nossa cidade para atender a todos. Cada munícipe poderá procurar o PSF mais próximo de sua casa”, afirmou Luiz Fernando, secretário de saúde.

O publico alvo será de 09 meses a 59 anos e 11 meses. Pessoas com 60 anos ou mais, o médico deverá avaliar o benefício desta imunização, levando em conta o risco da doença e o risco de eventos adversos nesta faixa etária ou decorrente de comorbidades.

A secretaria de saúde de Campos também iniciou a vacinação na área norte do município, nas localidades que fazem divisa com o Estado do Espírito Santo. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, um bloqueio está sendo feito em cidades que fazem ou que ficam próximas das divisas com Minas Gerais e Espírito Santo.

A vacinação vai acontecer nos municípios de Santo Antônio de Pádua, Miracema, Laje do Muriaé, Itaperuna, Natividade, Porciúncula, Varre-Sai, Bom Jesus do Itabapoana, São Francisco de Itabapoana, Cantagalo, Carmo, Sapucaia, Comendador Levy Gasparian e na área norte de Campos dos Goytacazes.

Mesmo não estando em área de risco ou do bloqueio delimitado pela secretaria de Estado de Saúde, São Fidélis deve receber  250 doses da vacina. Cerca de 50 pessoas já foram vacinadas no município, a maior parte, no distrito de Pureza.

Minas Gerais 

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) informou nesta segunda-feira (30) que contabiliza 712 casos suspeitos de febre amarela. Desses, 19 foram descartados, 109 foram confirmados e 584 ainda estão sob investigação. São 40 óbitos confirmados e outros 70 sob investigação, conforme a secretaria.


Mais do SFn