sexta-feira , 18 outubro 2019

Miracema terá colégio cívico-militar em 2020; unidade vai atender outros municípios O modelo que será implementado em Miracema, embora tenha novidades, já se sabe que será bilíngue e com forte foco em áreas esportivas. Unidade poderá atender até 540 estudantes de Miracema e região

O modelo que será implementado em Miracema, embora tenha novidades, já se sabe que será bilíngue e com forte foco em áreas esportivas. Unidade poderá atender até 540 estudantes de Miracema e região

O município de Miracema, no Noroeste Fluminense, terá um colégio cívico-militar no próximo ano. A informação foi confirmada pelo prefeito da cidade, Clovinho Tostes, e pelo secretário de educação do município, Charles Magalhães. Ao SF Notícias, Charles disse que a unidade será instalada onde hoje funciona a Escola Municipal Sonia do Amaral. O prédio passou por muitas obras – nos anos de 2017 e 2018 -, de pintura, troca de telhado, de reforma da quadra (que estava interditada há mais de 3 anos), ou seja, está pronto para a instalação do colégio cívico-militar, faltando apenas algumas pequenas mudanças.

“Segundo dados do próprio estado, o nosso prédio está entre os três melhores que irão receber as 30 escolas cívico-militar do estado. A Proposta da implementação é um modelo desenvolvido que visa promover a melhoria na qualidade da educação básica do município de Miracema. Para isso, propomos construir um ambiente de parcerias e de maior vínculo entre gestores, professores, militares, estudantes, pais e responsáveis. A parceria entre o governo municipal e estadual inicialmente se dará com a cessão de um excelente prédio municipal”, disse o secretário.

No último dia 27 houve uma reunião entre o prefeito, o secretario de educação e a subsecretária da pasta Silvia Benedicto com servidores da Escola Sonia do Amaral, com o objetivo de discutirem uma forma de minimizar os possíveis remanejamentos de servidores e alunos. Na reunião, o Prefeito e o Secretário de Educação explicaram que inicialmente, em 2020, a escola funcionará com no mínimo de 60 alunos do ensino médio. Para 2021 há possibilidade da inclusão do segundo segmento (6 ao 9 ano). Ainda de acordo com Charles, o colégio cívico-militar atenderá alunos (meninos e meninas) da cidade de Miracema e de cidades vizinhas, inclusive até de Palma, cidade mineira que faz divisa com Miracema. “O modelo que será implementado em Miracema, embora tenha novidades, já se sabe que será bilíngue e com forte foco em áreas esportivas. A proposta é, vagas para todos que quiserem, pois o colégio consegue receber até 540 alunos”, concluiu o secretário.

Mais do SFn