quinta-feira , 14 novembro 2019

Moradora de Pádua busca apoio da população em votação do ‘Concurso Febracis de Ministrantes’ Concurso reúne participantes de todo o Brasil; A paduana pode ter seu trabalho como ministrante premiado e reconhecido a nível internacional

Concurso reúne participantes de todo o Brasil; A paduana pode ter seu trabalho como ministrante premiado e reconhecido a nível internacional

Fotos: Arquivo pessoal/ Reprodução

O ‘Coaching’ é definido como uma metodologia que promove o desempenho individual e coletivo, tornando o ser humano cada vez melhor, atingindo seus objetivos e resolvendo seus problemas. É considerado como um processo flexível, que pode ser aplicado às mais diversas áreas. Em 2016, o método entrou na vida da moradora de Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense, Liliane Padilha Xavier. Ela conta que isso mudou sua vida e ela decidiu ajudar outras pessoas. Hoje, a paduana está participando do Concurso Febracis de Ministrantes, que vai premiar e reconhecer os melhores ministrantes a nível nacional deste ano. Para participar, ela precisou enviar um vídeo, ministrando um dos livros best-sellers. O escolhido foi “Poder da Ação”, de Paulo Vieira, e o vídeo foi gravado durante uma palestra para os atletas do Paduano.

“Eu conheci o coaching em abril de 2016 e ali eu tive a minha vida transformada. Eu resolvi sair da minha zona de conforto, eu comecei a ler, comecei a estudar. Eu entendi que precisava ser melhor hoje do que eu fui ontem, amanhã do que eu fui hoje. Decidi fazer diferente, entendi que eu não podia mudar ninguém, só a mim mesma. Como eu tive a minha vida transformada, eu quero ajudar as pessoas para que elas possam entender que podem mais” – relatou a coach. Nesta etapa do concurso, ela precisa do apoio da população, já que serão selecionados os vídeos mais votados. “Hoje o mais votado tem 5.500 votos. Vão entrar os 10 mais votados, hoje estou em 11º lugar. A minha meta é chegar em primeiro ou segundo lugar. Sei que a distância está grande, mas com o apoio de todo mundo, é possível, por que não?” – afirma Liliane.

Ela destaca ainda a relevância de participar de uma competição na qual poderá ter seu trabalho premiado e reconhecido a nível internacional, mesmo residindo no interior. “Estar aqui no interior e estar concorrendo nesse concurso, ter sido selecionada lá pelo Rio de Janeiro entre as três melhores do estado, e participar, pra mim é uma vitória. Tem pessoas que acham que porque estão aqui (no interior) não tem como, que é difícil. Mesmo estando aqui nós podemos sim fazer grandes coisas, ser cada dia melhor, ter uma vida feliz. Foi por isso que decidi fazer essa formação, porque vi a mudança na minha vida e eu queria poder ajudar as pessoas, mostrar que elas não precisam viver infelizes” – ressalta. Para votar e assistir o vídeo, acesse a página da participante AQUI e clique em curtir.

Mais do SFn