domingo , 11 dezembro 2016
wert6y5rt7y8uj9uku0

Moradores de Cambiasca estão sofrendo com os “piques de energia”

wertyuioio
Foto: leitor

Imagina morar em um local onde falta energia elétrica quase todos os dias. É assim que moradores de Cambiasca, 5º distrito de São Fidélis estão vivendo.

Segundo eles, o problema acontece há pelo menos uma semana, e quando ligam para a Ampla – concessionária responsável pelo fornecimento e distribuição de energia no estado – ninguém aparece. “Não podemos ver filme, novela, jornal e acessar a internet”, diz uma moradora que encontrou em contato com nossa redação.

O SFnotícias procurou a Ampla para saber o que está acontecendo. A assessoria de imprensa informou que a empresa irá chegar o que está acontecendo no distrito. De acordo a assessoria, a empresa tem investido na melhoria contínua da qualidade do serviço prestado a seus clientes. Nos primeiros nove meses de 2015, foram investidos R$ 558,3 milhões na área de concessão da Ampla, um acréscimo de 38% em relação aos R$ 402,3 milhões aplicados no mesmo período de 2014. O montante foi destinado, entre outras medidas, à instalação de equipamentos de automação da rede elétrica. A modernização da rede com tecnologias de automação permite que, em casos de interrupção, os técnicos identifiquem com mais agilidade o local afetado e isolem aquele ponto, reduzindo o número de clientes sem energia e o tempo necessário para eventuais reparos. Além disso, a distribuidora montou um esquema especial de atendimento para o verão.AMPLA 3 O número de equipes disponíveis nos 66 municípios atendidos pela empresa será, em média, 33% maior do que no mesmo período do ano passado e, em casos de contingências (causadas por condições climáticas extremas, como tempestades), a empresa poderá mobilizar até o dobro de pessoas do que em 2014 – ao todo 1.500 profissionais estarão dedicados exclusivamente a estas operações.

Em relação à possíveis danos à aparelhos elétricos, a Ampla informa que segue a Resolução 414 da ANEEL, que estabelece todo procedimento a ser feito pelas distribuidoras de energia elétrica em caso de ressarcimento. A empresa acrescenta que, de acordo com a resolução, o cliente deve se encaminhar a uma loja da Ampla ou entrar em contato com a Central de Relacionamento, através do 0800 28 00 120, no prazo de 90 dias corridos, a contar da data provável da ocorrência do dano elétrico no equipamento, para dar entrada no pedido de ressarcimento, atendendo aos seguintes requisitos:
• Ser o titular da unidade consumidora onde houve a ocorrência;

• Informar a data e o horário prováveis da ocorrência do dano;

• Relatar o problema apresentado;

• Descrever as características gerais do equipamento danificado, tais como: marca, modelo, ano de fabricação etc.

SFn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *