segunda-feira , 19 agosto 2019

Moradores do Coroados reclamam do estado do valão que corta o bairro

Moradores do bairro Vila dos Coroados em São Fidélis, reclamam da situação nada agradável em que se encontra o valão que o corta o bairro. O valão é chamado de esperança, mas na verdade, quem não estão com muita esperança, são os moradores que precisam conviver com lixo, entulho e com o mal cheiro.

gfh8fp9owjgó-

Além de todos esses transtornos, os moradores precisam conviver com mosquitos e com muitos ratos, que invadem as casas e ruas do bairro. Por conta da contribuição do estado em que se encontra o Valão da Esperança, alguns casos de leptospirose foram registrados nos últimos anos, onde três pessoas morreram.

Entre as vítimas, destaca-se o caso de Alberto Dieguez da Silva, que contraiu a doença transmitida pela urina do rato, quando trabalhava em uma obra, próxima à beira do valão. Alberto faleceu em março de 2011. Ainda, um mês após sua morte, um outro homem que trabalhava na obra de restauração na Biblioteca Municipal Corina Peixoto, também contraiu a doença, porém, ao sentir os sintomas, imediatamente, procurou um médico em Campos e foi diagnosticado a tempo, e, assim, conseguiu escapar.

Com a chegada do verão e período das chuvas, a proliferação dos roedores é constante.

ydhqwisfpjhjnSegundo a moradora Marta,  está muito difícil conviver com o mau cheiro, principalmente no verão, quando começam a temporada das chuvas, e o valão enche d’água o que acaba gerando mais transtornos. “Na minha casa, diariamente compro remédio de ratos para combatê-los e isso é praticamente durante o ano inteiro. Essa área aqui, além de conter um matagal, o que acaba contribuindo para a proliferação de vários roedores, além de mosquitos que tem sido um terror também”.

“Infelizmente, não contamos com uma gestão pública de qualidade que pudesse cuidar e pavimentar as ruas. Como se vê, nem calçamento a nossa rua conta, o que é uma vergonha”, afirmou Marta.

“É muito lamentável, e eu como moradora aqui de perto, com essa é a quarta vez que procuro uma equipe de reportagem, e a resposta da prefeitura é sempre a mesma, eles sempre dizem que vão solucionar o problema e nada. Já morreram três moradores do bairro por conta desta nojeira que se encontra o valão esperança, e até agora nada resolvido, sendo que a cada dia fica pior. São muitos ratos, cobras, mosquitos então nem se fala. infelizmente nossa cidade está abandonada e esse valão está assim a séculos e nada se resolve”, disse a moradora Simone Côrtes.

“Prometeram que iam solucionar o problema o mais rápido possível para não sermos prejudicados, e até agora nada. Nem a limpeza foi feita” afirmou Simone.

rstifoup=-om=o-Parte do lixo que está no valão foi carregado pela chuva ou jogado por moradores, que precisam se conscientizar e colocar o lixo no seu devido lugar, fazendo também a sua parte. Todos os casos de  leptospirose ocorridos na cidade, ganharam destaques em reportagens pela mídia regional, por conta da revolta da população que há tempo vem solicitando melhorias na limpeza do valão, bem como a obra prometida sobre o manilhamento.

Segundo o secretário de planejamento e vice prefeito Magno Rocha, já foi feito um estudo topográfico do valão e um projeto está sendo elaborado para a construção, limpeza e urbanização do Valão Esperança.

“A prefeitura tenta agora fazer um cadastramento no SICONV, um programa do Governo Federal para distribuição de verbas”, disse Magno.

rsgtyuhljp´´k

Fotos: Dener Nascimento

 


Mais do SFn