Moradores passam a atender recomendações e ruas e praças, de São Fidélis, ficam vazias na noite desta quarta Na parte da manhã, a PM chegou a usar alto-falantes de viaturas para pedir aos moradores que evitassem aglomerações

Na parte da manhã, a PM chegou a usar alto-falantes de viaturas para pedir aos moradores que evitassem aglomerações

Terminal rodoviária praticamente vazio

Uma noite de quarta-feira atípica em São Fidélis. As principais ruas da cidade estão vazias, assim como as praças do Centro que costumam registrar grandes movimentações durante a semana. O terminal rodoviário da cidade também estava praticamente vazio. O cenário nesta noite é bem diferente do que se viu na parte da manhã e tarde de hoje. As ruas estavam cheias e havia grandes aglomerações nos bancos, lojas e nas praças. A Secretaria Municipal de Saúde divulgou uma nota e uma moto de som chegou a circular em algumas ruas da cidade pedindo para que a população tome medidas de prevenção contra o coronavírus, ficando em casa, evitando aglomerações em bares, restaurantes, academias, igrejas e outros estabelecimentos comerciais. A Polícia Militar chegou a usar alto-falantes das viaturas da 4ª Companhia da PM do município para pedir aos moradores que evitem aglomerações e fiquem em casa. (continua após o vídeo)

Na noite desta quarta, lanchonetes, padarias, soverterias e churrasquinhos estavam abertos, mas a maior parte, estava vazio. Na Praça Guilherme Tito, em alguns momentos poucas pessoas apareciam para comprar pipoca e retornarem para casa. O município possui três casos suspeitos. Ontem a Prefeitura de São Fidélis publicou um decreto com diversas ações para prevenção ao contágio pelo novo coronavírus. Entre as medidas adotadas está a determinação de que servidores que fazem parte do grupo de risco da doença trabalhem à distância, em regime “home office”. O grupo incluiu gestantes, maiores de 60 anos, pacientes oncológicos e imunocomprometidos comprovados por laudo médico, servidores/funcionários que tenham retornado de viagem internacional nos últimos 14 dias, mediante comprovação, além daqueles que apresentarem febre ou sintomas respiratórios. O decreto também limita o atendimento ao público (reveja AQUI o decreto).  (continua após a publicidade)

Órgãos do estado também adotaram medidas para evitar aglomerações. A CEDAE suspendeu atendimento nas agências e o Detran-RJ fechou todos os postos do estado (reveja AQUI). Já o Detro-RJ proibiu a circulação de veículos das modalidades regular, fretamento e complementar entre a Região Metropolitana e os demais municípios do Estado do Rio de Janeiro. A portaria tem validade de 15 dias consecutivos ou até a revogação do Decreto Estadual. Em sua página oficial no Facebook, a Auto Viação 1001 informou que “as linhas interestaduais com origem ou destino no estado do Rio de Janeiro estão suspensas por 15 dias. Além disso, todas as partidas da cidade do Rio de Janeiro e região metropolitana, com destino a localidades do interior e região dos lagos, também estão paralisadas pelo mesmo período. Até o fechamento dessa matéria, a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro informou que registrou 63 casos confirmados de coronavírus (Covid-19) no estado do Rio de Janeiro. Os casos confirmados estão distribuídos da seguinte maneira: Rio de Janeiro (55), Niterói (6), Barra Mansa (1) e Guapimirim (1).

Mais do SFn