segunda-feira , 22 outubro 2018

Moradores reclamam de esgoto acumulado na Rua Voluntários da Pátria em São Fidélis

Fotos: Leitores /São Fidélis Notícias
Fotos: Leitores /São Fidélis Notícias

Um sério problema de esgoto sendo jogado sem tratamento no Rio Paraíba do Sul, e que está causando grandes transtornos aos moradores da Rua Voluntários da Pátria, no Centro de São Fidélis, que residem próximos ao local, relatam que este caso parece não haver mais fim.

Segundo uma moradora, que não quis se identificar, ela e seus vizinhos estão cansados de solicitar ajuda aos órgãos responsáveis do município, e que este esgoto, que está acumulado, trás mal cheiro e ainda pernilongos para suas casas, algo que tira a tranquilidade de todos que moram perto daquele local.

“Gasto um vidro de inseticida em minha residência, e a noite meus vizinhos estão tendo que sair de casa por causa do odor e dos pernilongos, e a situação fica ainda pior depois das 18h, um verdadeiro castigo”, disse ela.

De acordo com os moradores, a solução para o caso seria colocar um muro de contenção para que a água seja impedida de passar. Ainda relataram, que irão juntar um mutirão para buscarem ajuda no Ministério Público ou na Prefeitura. “Os moradores racharam um dinheiro para pagar uma máquina que irá fazer o serviço que planejamos, já que as autoridades ainda não nos atenderam, o valor para ser cobrado é de 500,00 reais, mas mesmo pagando, o profissional que iria prestar o serviço ficou com medo de ser preso e não aceitou realizar a intervenção”, contou uma moradora.

Secretário de serviços públicosSegundo o secretário de Urbanismo, Eulices do Nascimento, a secretaria não recebeu nenhuma reclamação de transtornos pelo esgoto a céu aberto no Rio Paraíba, mas que esta realidade acontece há muitos anos e é algo que cabe aos órgãos Inea e Ibama, sendo uma mudança que ocorrerá de longo prazo.

“Iremos realizar uma limpeza no Valão Catarina, em que antes os funcionários se submeteram a uma vacina e receberam botas, luvas e outros materiais necessários para fazer este tipo de trabalho, que terá apenas uma mão de obra braçal.” Disse o secretário.

Eulices também pede para que a população pare de jogar lixos, entulhos e outros materiais que estejam em desuso no valão e que estejam conscientes da importância destes pequenos gestos.


Mais do SFn