MP e polícias Civil e Militar fazem operação para cumprir mais de 50 mandados contra o tráfico em Friburgo Foram apreendidas drogas, armas, diversos celulares, joias, cordões, alianças, mais de R$ 7 mil em espécie e outros materiais

Foram apreendidas drogas, armas, diversos celulares, joias, cordões, alianças, mais de R$ 7 mil em espécie e outros materiais

Fotos: PM

Policiais civis, militares e o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da Promotoria de Justiça de Investigação Penal de Nova Friburgo, realizam uma megaoperação nesta quinta-feira (22/02) no município. Denominada “Amálgama”, a operação visa à repressão do tráfico ilícito de entorpecentes na cidade. Foram expedidos 35 mandados de prisão temporária e 20 mandados de busca e apreensão pela 2ª Vara Criminal de Friburgo.

O objetivo da operação é  desarticular o tráfico de drogas praticado no Morro da Pedra, no bairro Alto de Olaria, local em que ocorreram recentes confrontos armados entre traficantes e forças policiais e no qual se verifica intenso fluxo de indivíduos oriundos da Região Metropolitana do Rio. Após o cumprimento dos mandados e a realização das diligências, a autoridade policial tem um prazo máximo de 30 dias para concluir o inquérito e encaminhar ao MPRJ para a deflagração da ação penal.

Ao todo, 80 policiais em 20 viaturas fecharam o cerco ao bairro. Prisões e apreensões também ocorreram no bairro Cordoeira. Foram apreendidas drogas, armas, diversos celulares, joias, cordões, alianças, mais de R$ 7 mil em espécie e outros materiais. 23 pessoas foram presas durante a ação de hoje na cidade. Alguns mandados de prisão foram cumpridos dentro de unidades prisionais do Estado.

continua após o vídeo

As prisões e apreensões começaram ontem (21). Na Estrada do Girassol, no Jardim Califórnia, os policiais prenderam quatro homens e uma mulher e apreenderam 3913 sacolés de cocaína, dois tabletes grandes de maconha, duas pistolas de calibre 9mm com quatro carregadores, duas pistolas .40 com dois carregadores, 59 munições 9mm e cinco de .40, R$ 3.300 em espécie, dois rádios transmissores e três celulares.

Todo material estava enterrado (vídeo acima) e serviria para abastecer vários pontos de venda de entorpecentes da cidade, um prejuízo ao tráfico estimado em R$ 60.000,00 de drogas.


Mais do SFn