MPF denuncia acusados de explorar trabalho escravo em São Fidélis

cativeiro foto vinnicius cremoenz 5
Fotos: Vinnicius Cremonez

A Justiça Federal recebeu nesta ultima semana a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal contra Paulo Cesar Azevedo Girão, de 58 anos, proprietário de uma fazenda na localidade de Angelim em São Fidélis, onde quatro homens eram mantidos em condições análoga a escravidão por até 14 anos. Além do proprietário, também foram denunciados o seu filho, Marcelo Conceição Azevedo Girão, de 32 anos, e Roberto Melo de Araújo, de 37 anos, “capataz” da família e responsável por trancar as vítimas em um quarto.

Os três estão presos na Casa de Custódia Dalton Crespo desde o dia 26 de abril quando a Polícia Civil montou uma operação e estourarou o cativeiro onde os trabalhadores eram mantidos. O caso só foi descoberto quando uma das vítimas conseguiu fugir na noite anterior e procurou a polícia (reveja a matéria AQUI).  cativeiro foto vinnicius cremoenz 6Naquele dia, nossa equipe acompanhou com exclusividade os trabalhos da polícia e da perícia feita no “casebre” cheio de lixo e em condições sub-humanas onde os trabalhadores, Roberto de Oliveira, de 36 anos, Davi Pereira Ferreira, 38 anos, ambos de São Fidélis, Cirlei Rodrigues Moreira, de 36 anos, de Itaperuna e Romário Mota Rosa, de 26 anos, morador de Campos, eram mantidos.

A Justiça agora tem um prazo de 60 dias para marca uma audiência de instrução e julgamento, onde serão ouvidas as testemunhas e os réus. Um outro processo segue na Justiça do Trabalho para que os quatro trabalhadores possam receber todos os benefícios que não foram pagos ao longo dos anos em que trabalharam para Girão (de 8 a 14 anos, dependendo de cada caso).

adbiuwhfinpowNo dia anterior a operação, policias civis voltaram até a localidade para resgatar o senhor Manoel Ferreira, pai de Davi Pereira Ferreira, de 38 anos, uma das vítimas. Nossa equipe conversou com o senhor, que não sabia muito o que estava acontecendo. Segundo seu Manoel, a mulher do caseiro(Roberto que está preso) recebia sua pensão, e que o filho morava no Rio e tinha conseguido o emprego no local. O senhor disse que não sabia que o filho não recebia.

Agora a polícia investiga uma informação de que dois homens teriam morrido na fazendo enquanto eram mantidos nas mesmas condições que os demais, está sendo investigada pela Polícia Civil. As vitimas segundo uma reportagem do jornal extra, seriam Eleandro da Conceição Santos, que teria falecido em 2001, e Adenir Silva da Costa, em 2009. ywgbufoweilgpçOs dois seriam responsáveis por fazer a comida do grupo e seus familiares não possuem documentos comprovando a morte e nem sabem onde estaria os corpos. O delegado titular da 141º Delegacia Legal de São Fidélis, Rodrigo Maia, confirmou a morte de um trabalhador no local, mas disse que isso não significa que o corpo esteja na fazenda. O delegado não pode passar mais informações para não atrapalhar as investigações.

O Ministério Público Federal informou que se o procurador solicitar um mandado de busca e apreensão, diligencias podem ser feitas na fazenda.

cativeiro foto vinnicius cremoenz 3


Mais do SFn