sexta-feira , 14 dezembro 2018

Mulher é assassinada neste domingo, horas após enterro do marido, que foi executado com 12 tiros no sábado Crimes aconteceram em Macaé. Juvenal, morto no sábado, era presidente da Associação de Moradores do bairro das Malvinas: Branca, morta neste domingo, deixa oito filhos

Crimes aconteceram em Macaé. Juvenal, morto no sábado, era presidente da Associação de Moradores do bairro das Malvinas: Branca, morta neste domingo, deixa oito filhos

A Polícia Civil de Macaé investiga a execução de um casal. Uma das vítimas era presidente da Associação de Moradores do bairro das Malvinas, conhecido como Juvenal. Ele foi executado na tarde de sábado (30) em uma casa no distrito de Bicuda Grande. Ele foi atingido por 12 titos.

Já na noite deste domingo, a esposa de Juvenal, conhecida como Branca Moreira, também foi executada. O crime aconteceu na Rua Joaquim Alberto Brito Pinto, no bairro Aroeira. A morte dela aconteceu horas após enterro do marido. A polícia informou que ainda não sabe a motivação do crime e tenta localizar algum suspeito.

“Hoje ao ver o desespero dos meus filhos gritando e chamando o pai deles, percebi que não existe amor ao próximo. Que o senhor proteja e abençoe meus filhos do mal desse mundo”, postou Branca ao longo deste domingo, antes de também ser executada.

Moradores contaram que ouviram diversos disparos. “Eu estava na rua em que aconteceu, no momento exato. Foi uma rajada enorme de tiros. Aterrorizante!”, disse uma moradora.


Mais do SFn