quinta-feira , 14 novembro 2019

Mulher é morta com pelo menos seis tiros e ex-genro é preso suspeito do crime, em Itaperuna De acordo com a PM, o homem de 25 anos estava foragido do sistema prisional e teria envolvimento com o tráfico de drogas

De acordo com a PM, o homem de 25 anos estava foragido do sistema prisional e teria envolvimento com o tráfico de drogas

Foto: Reprodução Adilson Ribeiro (capa)/ SF Notícias

Uma mulher de 47 anos foi morta com aproximadamente seis tiros, na noite desta quarta-feira (16/10). O crime aconteceu na Rua Motorista Valdir Macedo, no Morro do Castelo, em Itaperuna, Noroeste Fluminense. De acordo com informações do 29º Batalhão de Polícia Militar, os militares foram ao local após receberem informações de que havia uma mulher baleada caída. O Corpo de Bombeiros foi acionado e constatou o óbito. Os policiais foram informados de que a vítima havia sofrido ameaças de seu ex-genro, de 25 anos, que segundo a PM, é suspeito do crime e seria integrante de uma facção criminosa que atua no bairro. No local do crime, a perícia encontrou três estojos de calibre 9 mm e quatro estojos calibre de .40. O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML). Na 143ª Delegacia, a filha da vítima, de 23 anos, confirmou as ameaças sofridas pela mãe.

Os policiais fizeram buscas pelo suspeito e após receberem informações do paradeiro de um dos autores do homicídio, as guarnições de Patamo 1, Bravo 2 e Setor Charlie foram até uma residência na mesma rua onde ocorreu o crime. Segundo a PM, ninguém atendeu os policiais, mas o ex-genro da vítima tentou fugir, sendo detido. Na casa foi encontrada uma munição cal. 9 mm intacta, dois carregadores do mesmo calibre, uma touca ninja e celulares. Ainda de acordo com a PM, o suspeito assumiu a propriedade do material, e na casa da mãe dele havia mais 18 munições cal. 38 e outra touca ninja. O caso foi encaminhado para a 143ª Delegacia, onde o homem, que estava foragido do sistema prisional, foi autuado por porte ilegal de arma de fogo e munição, e pelo homicídio. Ele permaneceu preso aos cuidados da Polícia Civil. (Atualizada às 11h)

Mais do SFn