Multas de trânsito ficam mais caras a partir de novembro

Fotos: Arquivo
Fotos: Arquivo

A partir de hoje, sábado 1º de novembro, motoristas de todo Brasil pagarão mais caro por suas imprudências ao volante. A mudança de 11 artigos do CTB foi sancionada pela presidente Dilma Roussef, onde se altera a punição em casos como embriaguez ao volante, omissão de socorro, excesso de velocidade e manobras perigosas que acarretam em risco no trânsito.

A multa por ultrapassar pela contramão na faixa continua por exemplo, que era de R$ 191,54, passa para R$ 957,70. Se o motorista cometer a mesma infração no prazo de um ano, o valor dobra. Ultrapassar pelo acostamento: quase R$ 1 mil. A multa por forçar a ultrapassagem vai ficar dez vezes mais cara: quase R$ 2 mil, mais a suspensão do direito de dirigir por até um ano.

Esse reajuste no valor das multas tem uma justificativa forte. Segundo a Polícia Federal, a ultrapassagem proibida é a principal causa das batidas de frente, que são os acidentes que mais matam.

A legislação também ficou mais rigorosa para os crimes de trânsito. No artigo 302, foi incluído um parágrafo que aumenta em 1/3 a pena no caso de um homicídio culposo (sem intenção de matar) quando o motorista que causou o acidente estiver sob influência de álcool, drogas ou se praticar rachas, corridas ou manobras perigosas. A pena continua a mesma: detenção, de dois a quatro anos, e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor.

Acidente na RJ 158 Foto Vinnicius Cremonez 18s


Mais do SFn