Foto: Divulgação

Municípios comemoram início de estudo sobre equipamentos turísticos

weretyui
Fotos: divulgação

Na manhã desta segunda feira (19) foi realizado na UFF – Universidade Federal Fluminense aassinatura dos termos de compromisso do Inventário da Oferta Turística – IOT, ampla pesquisa de campo encomendada pela Secretaria de Estado de Turismo do Rio de Janeiro. O projeto, que vai contemplar 23 municípios do Estado do Rio, tem como objetivo mapear atrativos turísticos, infraestrutura, equipamentos, serviços e cadeia produtiva do segmento.

Durante o evento, foram apresentados os objetivos do IOT, datas em que serão feitas as pesquisas em cada região, o site e as redes sociais do projeto, através das quais qualquer cidadão poderá acompanhar o andamento do projeto.

Segundo a Organização Mundial do Turismo (OMT) o inventário é um instrumento de fundamental importância para a elaboração de ações e planejamento público. Para o secretário de Estado de Turismo, Nilo Sergio Felix, o IOT dá ao setor segurança e informações precisas para o desenvolvimento de suas estratégias, planejamentos e ações.

– O estudo nos dará detalhes e informações muito precisas dos equipamentos turísticos nestes municípios contemplados pelo Prodetur, financiado com recursos do BID. Tendo conhecimento sobre o cenário real do mercado, é possível ao poder público e ao setor privado adotarem medidas mais objetivas acerca do desenvolvimento do segmento. Para os municípios, o Inventário é ainda uma importante ferramenta para balizamento de financiamentos para projetos entorno do turismo – explicou o secretário Nilo Sergio Felix.

wqertytuiiO presidente da Neltur, Empresa Niteroiense de Esporte, Lazer e Turismo, José Mauro Haddad, ressaltou a necessidade e responsabilidade de todos os entes participantes manterem o Inventário atualizado.

– É nossa responsabilidade manter isso vivo nos municípios para que o Estado do Rio possa refletir a sua importância em nível nacional, auxiliando assim o turismo no Brasil. O turismo não se faz do dia pra noite, é um trabalho de formiguinha. Pesquisas deste nível são muito raras em nosso país. Para nós, não poderia ter um produto melhor – afirma.

Roberta Dias de Oliveira, secretária municipal de Turismo de Itatiaia, acredita que o IOT traz uma série de benefícios para a gestão, e que esses dados servem como instrumento de melhoria e aperfeiçoamento no planejamento das ações e na demanda do perfil do turista.

– A realização desse projeto é fundamental para as secretarias de turismo trabalharem o planejamento, a gestão, o marketing do destino. Estes dados servirão como instrumentos de melhoria e aperfeiçoamento no planejamento das ações, na identificação da oferta turística, na demanda do perfil do turista e também na comunicação. Para a região das Agulhas Negras, por exemplo, isso é fundamental. Estamos abertos a essa parceria com o Estado, e prontos para receber a UFF – diz a secretária.

Licitado pela Secretaria Estadual de Turismo o trabalho será desenvolvido por professores e estudantes da Faculdade de Turismo e Hotelaria da Universidade Federal Fluminense (UFF). O IOT-RJ contará com a participação de mais de 100 profissionais. Serão contempladas as cidades de Angra dos Reis, Araruama, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Barra do Piraí, Cabo Frio, Cachoeira de Macacu, Casimiro de Abreu, Iguaba Grande, Itatiaia, Mangaratiba, Niterói, Nova Friburgo, Paraty, Petrópolis, Resende, Rio Claro, Rio das Flores, Rio de Janeiro, São Pedro da Aldeia, Teresópolis, Valença e Vassouras.

A cerimônia aconteceu, às 11h, no Auditório do Núcleo de Estudos em Biomassa e Gerenciamento de Água da UFF, localizado na Rua Professor Edmundo March, s/nº, Campus da Praia Vermelha, São Domingos, em Niterói. Participaram do encontro, além do secretário de Estado de Turismo; Paulo Senise, presidente da TurisRio; Dr. Sadinoel, presidente da Comissão de Turismo da Alerj; Martha de Luca, assessora do reitor da UFF e secretários de Turismo dos municípios que integram o projeto; a equipe de coordenação do IOT-RJ.

SFn