segunda-feira , 9 dezembro 2019

Muro desaba e crateras se abrem durante enxurrada na beira-rio, em São Fidélis Vários pontos da beira-rio foram isolados pela Defesa Civil; O antigo parquinho infantil foi um dos locais mais prejudicados

Vários pontos da beira-rio foram isolados pela Defesa Civil; O antigo parquinho infantil foi um dos locais mais prejudicados

Imagens: SF Notícias

O forte temporal que atingiu o município de São Fidélis, Norte Fluminense, no início da noite deste domingo (01/12) deixou um rastro de destruição em vários bairros. Um dos pontos atingidos que causou espanto nos moradores foi a Rua Euclides da Cunha, a beira-rio, no Centro. O calçadão cedeu e acabou desabando em pontos ao longo da orla, e em alguns se formaram crateras. No antigo parquinho, partes do muro e da escada também acabaram não suportando a pressão da água, vinda do bairro Barreiro, e acabaram cedendo e caindo. A Defesa Civil isolou parte da beira-rio ainda na noite de ontem, e mais algumas partes da calçada cederam na madrugada desta segunda-feira (02). Mesmo com o local isolado, alguns moradores estão se arriscando e ultrapassando a fita de sinalização, para olhar de perto os estragos provocados pelo temporal. (Continua após o vídeo)

Com o auxílio de um caminhão pipa, funcionários de um dos quiosques, em frente à CEDAE, realizavam a limpeza da lama que se acumulou no local. Uma equipe da Defesa Civil, junto ao engenheiro e secretário de Obras e Urbanismo, Adriano Maia, esteve na beira-rio na manhã desta segunda (02/12) reforçando a sinalização, e avaliando os danos. De acordo com o secretário da pasta, Jamilton Serpa, choveu muito acima do esperado na cidade. Ele informa que também choveu forte nas cabeceiras do valão, em Palmital, e da Esperança, contribuindo para que várias ruas ficassem alagadas. Já o secretário Adriano Maia disse que desde cedo, equipes da secretaria de Obras e Urbanismo, e também da Secretaria de Serviços Públicos, estão atuando na limpeza da cidade, colégios e setores públicos, buscando minimizar os transtornos. (Confira as entrevistas no vídeo abaixo).

Mais do SFn