segunda-feira , 20 fevereiro 2017

Músico de Santo Antônio de Pádua processa o cantor Leonardo por plágio, com Eduardo Costa

1
Foto: Reprodução.

O cantor e compositor Serginho Pinheiro, natural de Santo Antônio de Pádua, entrou na justiça com uma ação cível contra o Leonardo, por violação de direitos autorais. Serginho diz ter sido o criador do projeto “Cabaré”, atual espetáculo de Leonardo, em parceria com Eduardo Costa, outro nome conhecido da música sertaneja. Segundo o paduano, não foi feito um registro do projeto em seu nome, mas ele estaria á protegido pela lei. Um boletim de ocorrência foi aberto para apurar o possível plágio.

– A Lei 9.610 diz que uma obra não precisa ser registrada, os direitos estão protegidos. Apresentei o projeto pessoalmente ao Leonardo na fazenda dele e fui imediatamente contratado para lançar o DVD e fazer shows pela Talismã (empresa que tem Leonardo como proprietário) – disse Serginho, assessorado por um advogado.

De acordo com Serginho, as músicas teriam sido apresentadas para Leonardo em junho de 2013, em de duas cópias de um DVD, e que o cantor teria se aproveitado de uma fase ruim de sua vida para dar andamento no projeto. No mesmo ano, o compositor foi detido pela polícia em Tocantins, acusado de ser integrante de uma quadrilha de furto a banco. Porém, conseguiu o habeas corpus.

– Não podemos chamar aquilo de prisão, pois não havia processo ou mandado de prisão contra a minha pessoa. Utilizaram um mandado contra outras pessoas e a polícia foi até a minha residência com essa desculpa. Levaram meus objetos de valor (joias). Em menos de 48h, a ilegalidade foi declarada pelo Juiz de Direito. Não cheguei a ser processado. O meu projeto foi finalizado em maio de 2012, antes desse evento de Tocantins. Leonardo aproveitou-se dessa situação e posteriormente lançou o projeto que estou provando que é meu” – afirmou Serginho, completando: – Fiquei de cama dois anos com depressão em razão disso e, durante este período, meu projeto foi desenvolvido pela Talismã, empresa de Leonardo.

2Serginho diz que chegou a procurar Leonardo e Eduardo Costa, mas mão foi atendido. Além do DVD dos dois, também foi lançada uma cachaça com a marca “Cabaré”. Os pedidos no processo seriam de danos morais, materiais e lucros cessantes, entre outros. Anteriormente, ele já acionou a justiça para tentar cancelar um show da dupla, no dia 1º de dezembro, na cidade de Araçatuba, em São Paulo, mas teve o pedido negado. Eduardo Costa e Leonardo não se manifestaram sobre todo o caso. Segundo a assessoria dos dois, os artistas não foram notificados, nem vão se pronunciar, pois a polêmica seria mentira.

No ínício de sua carreira, Serginho já foi backing vocal de Elymar Santos. Hoje, é conhecido no meio da música sertaneja por ter mais de 400 obras gravadas, muitas delas por nomes como os de Zezé di Camargo e Luciano, Bruno e Marrone, Roberta Miranda, Raça Negra, Gian e Giovane, Christian e Ralf, César e Paulinho, Theodoro e Sampaio, Zeca Pagodinho, Araketu, Karametade, Calcinha Preta, o próprio Leonardo, entre outros.

Fonte: Fabíola Reipert e Ego.

SFn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *