No Dia Internacional da Mulher, Coluna VIP homenageia a primeira dama de São Fidélis Lia Márcia é uma filha amada, esposa dedicada, mãe querida, primeira dama, Secretária de Educação, professora, mas antes de tudo MULHER!

Lia Márcia é uma filha amada, esposa dedicada, mãe querida, primeira dama, Secretária de Educação, professora, mas antes de tudo MULHER!

Fotos: Arquivo pessoal

O dia 8 de março é o resultado de uma série de fatos, lutas e reivindicações das mulheres por melhores condições de trabalho, direitos sociais e políticos. Ao ser criada esta data, não se pretendia apenas comemorar, mas discutir o papel da mulher na sociedade atual. Muito já foi conquistado, mas ainda há muito para ser modificado nesta história.

Em celebração ao DIA INTERNACIONAL DA MULHER, a Coluna VIP homenageia essa ilustre personalidade fidelense, uma verdadeira locomotiva em forma de mulher, Lia Márcia Alcântara, a primeira dama do município de São Fidélis, contando um pouco da sua história.

Nascida no munícipio de Italva, Lia Márcia residiu em Barro Branco, em São Fidélis, onde cresceu e estudou até o 9º ano na Escola M. Vitalino Valente, onde anos depois voltaria para ser professora.

“Em Barro Branco tenho minhas raízes, é onde vivi os melhores anos da minha vida junto a minha família. As melhores lembranças que tenho são ligadas à Escola M. Vitalino Valente, cuja festas, desfiles e trabalhos educativos sempre foram marcantes. Devo também grande parte do que sou hoje aos ensinamentos recebidos na Igreja Batista de Barro Branco, onde sou membro desde os 9 anos de idade.”

No Colégio Cenecista Ned Cordeiro, em Pureza (3º Distrito de São Fidélis), ela concluiu o ensino médio, realizando uma das conquistas que mudariam a sua vida, sua formação como professora. Com o diploma em mãos, ela buscou novas conquistas; se graduou em História pela Universidade Salgado Oliveira e em seguida pós-graduação no Ensino de História, pelo Instituto Brasileiro de Educação.

“Tive ótimos professores durante a minha trajetória escolar, isso despertou o meu interesse pelo magistério e também o grande apego que tenho com crianças.

Com 23 anos de magistério Lia ressalta:

“Iniciei em 1994, completei 23 anos de carreira, na sala de aula e tenho muito orgulho em dizer que a primeira escola que comecei a atuar como professora foi o CIEP 420 – Joaquim Maia Brandão, pelo Estado. Após sete anos fui para o Colégio E. Elvídio Costa, onde tenho vínculo até hoje, porém estou permutada com a PMSF”.

Nossa homenageada também atuou como diretora adjunta em outros municípios, como Cardoso Moreira e Cambuci. Em São Fidélis atuou como diretora geral no Centro de Estudos de Jovens e Adultos (CEJA).

“Atuar como diretora contribuiu muito para o meu crescimento, mas sempre mantive uma matrícula em sala de aula, mesmo sendo gestora em outra, o que me ajudou a ter um olhar diferenciado pelos professores.”

Hoje Lia atua como Secretária de Educação em São Fidélis, podendo estar fazendo a diferença na área que trabalhou e se dedicou a vida inteira.

“Aquilo que tenho feito, que tenho empregado com muito amor, tenho procurado fazer o melhor. Ao lidar com os professores, eu me coloco no lugar deles, porque eu sou professora. O meu objetivo é a melhoria na qualidade da educação, então o principal alvo, são as crianças, os nossos alunos. Hoje eu me sinto realizada porque eu vejo que muita coisa acontecendo da forma como deve ser realmente. A questão de jeitinhos, favorecimentos, isso não me cabe. Eu tenho que agir da melhor maneira possível, sempre legalmente!”.

“Algo que me enche à frente da Secretaria de Educação é o trabalho junto ao CAEDE e aos professores mediadores, pois enquanto professora encontrei muita dificuldade para atuar em turmas com alunos com dificuldades especiais e isso me incomodava. Hoje vejo o quanto as crianças melhoram o desempenho e conseguem vencer suas limitações com esses suportes que oferecemos”.

Um assunto muito comentado e elogiado nos últimos dias, é a questão do material escolar que você como Secretária de Educação está distribuindo pessoalmente nas escolas da rede municipal. Muitos depoimentos e fotos estão espalhados na internet, transbordando elogios. Imagino que momentos como esses fazem toda a diferença e te motivam ainda mais.

“A distribuição dos kits a todos os alunos da rede municipal foi pensada com base a minha experiência em sala de aula, pois via o quanto as crianças mais carentes desejavam o material que alguns colegas levavam para a sala de aula, e muitos pais não tem condições de comprar um bom material. Com o kit pudemos proporcionar essa igualdade, essa alegria aos nossos alunos. Chego a me emocionar lembrando o brilho no olhar deles, não há o que pague!”

Durante sua juventude em Barro Branco, Lia Márcia conheceu Amarildo, irmão da sua colega de classe, seu futuro marido e pai do Yan e da Isabela. Eles namoraram, casaram e vivem essa união há 32 anos.

“Embora eu e o Amarildo trabalhemos muito, passemos muito tempo fora de casa envolvidos com o trabalho, somos muito unidos, graças a Deus. Temos uma ótima relação com os nossos filhos, somos muito amigos, conversamos sobre todo o tipo de assunto. Há uma relação de companheirismo muito grande entre nós quatro. Hoje o Yan é casado com a Thais e nós torcemos que essa relação de ótima convivência perdure. O Yan e a Thais vão nos dar um netinho, o João Gabriel.” Ressalta a Primeira Dama, muito empolgada.

Durante a conversa me recordo de um depoimento muito bonito feito por Lia para o esposo Amarildo na campanha política, falando do apoio incondicional como esposa, companheira, entre muitos atributos como mulher. Imagino o quão cansativo fisicamente e emocionalmente deva ter sido. Nos conte um pouco dessa época?

“A campanha realmente foi um processo muito desgastante e cansativo, ter a sua imagem exposta, isso me deixou um pouco perturbada. Eu não estava acostumada com ter a nossa vida em família sendo invadida da forma como foi, mas encaramos numa boa. O desgaste foi muito grande mesmo, mas sempre fomos muito maduros e procuramos passar isso para nossos filhos, para não deixarmos os problemas e as coisas vinculadas a campanha politica atingir o nosso lado pessoal, é difícil, muito complicado, isso não é fácil! Mas graças a Deus até aqui nos temos conseguido desvincular o que é da parte política, o que é do trabalho e o que é família. Acho que o amor que tem nos ajudado a superar tudo isso. Dei total apoio a Amarildo, porque eu acho que a partir do momento que a gente casa, nos tornamos um só. Se a decisão dele foi encarar uma campanha política de peso da maneira que foi, o meu papel como esposa sempre foi e sempre será o de apoia-lo. Então onde ele estiver, as decisões que eles tomar, eu estarei ao lado dele apoiando, porém se for em alguma coisa que eu acho que não irá dar certo, que não deve ser feito, também estarei ao lado dele mostrando que esse não é o caminho a ser seguido. Acredito que seja esse o meu papel como esposa e é esse o papel que quero cumprir sempre junto dele”.

Lia por Lia:

“Tenho três palavras que acredito me representarem muito bem: AMOR, TRABALHO e FAMÍLIA, sempre colocando Deus à cima de tudo. Trabalhar com amor, com muita fé, com muita humildade, mas nunca deixando a minha família em segundo plano. E pra tudo amor, muito amor por tudo que faço, muito amor pela minha família, também por todos aqueles que estão a minha volta e que dependem do meu trabalho.”

No mês da mulher, Lia Márcia completou 45 anos de muitas lutas e vitórias, dias depois, Dona Felisbela de Almeida Franco, a mulher que deu a vida a Lia, completou 74 anos. Março realmente é um mês muito especial para nossa convidada ilustre!

Lia Márcia, FILHA AMADA, ESPOSA DEDICADA, MÃE QUERIDA, PRIMEIRA DAMA, SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO, PROFESSORA, mas antes de tudo MULHER!

Feliz Dia da Mulher à todas leitoras!


Mais do SFn