quarta-feira , 20 novembro 2019

No primeiro dia de blitz de fiscalização do Detran-RJ, 46 veículos foram multados e 17 rebocados Neste primeiro dia, ações aconteceram em pontos do Rio de Janeiro e de Teresópolis

Neste primeiro dia, ações aconteceram em pontos do Rio de Janeiro e de Teresópolis

Mais de 1,6 mil veículos foram verificados pelas câmeras OCRs no primrio dia de operação do “Detran Seguro”. Dentre esses, 144 foram abordados e 17 acabaram removidos por estarem sem condições de sanar problemas encontrados. Já os multados foram 46. Entre as infrações, a maior parte foi de proprietários que não fizeram os licenciamentos de anos passados, até de 2018. Os veículos removidos na capital foram levados para pátios do Detro. Os removidos na capital poderão ser recuperados no pátio localizado em Campo Grande e os removidos em Teresópolis foram encaminhados para o depósito de Nova Iguaçú.

Nesta segunda-feira (08/04), o Detran-RJ iniciou a “Operação Detran Seguro”. A ação está atuando nas ruas, nos moldes da Operação Lei Seca, e busca tornar o trânsito no Rio de Janeiro cada vez mais seguro. Agentes do órgão, que vêm sendo requalificados desde janeiro para fazerem a verificação dos itens, além de orientarem os motoristas.

O vice-presidente do Detran, o delegado federal Marcelo Bertolucci, informou que nesse primeiro momento motoristas de veículos flagrados em mau estado de conservação, como pneus carecas e para-brisas rachados, por exemplo, estão podendo resolver os problemas no local até o fim da blitz. Se nesse tempo não forem sanadas as irregularidades, o veículo será rebocado.
As ações são filmadas por câmeras, ligadas online a uma central de monitoramento, localizada na sede do departamento. A medida é preventiva e visa a dar garantia à população sobre a lisura das operações. Os agentes do Detran.RJ seguirão protocolo previamente definido para avaliar somente sete itens: pneus, lataria, vidros, placas de identificação, farol, comandos de seta e aferição de gases poluentes. São menos itens do que havia na vistoria anual para veículos de passeio e extinta definitivamente pela Lei 8269/18, que era feita nos postos.

As ações são acompanhadas por equipes da Educação no Trânsito, que auxiliam os agentes na orientação aos motoristas sobre os itens verificados. Eles reforçam a importância de manter o veículo em bom estado.
Caso seja identificada alguma irregularidade, o veículo é liberado se o problema for sanado em prazo determinado. O veículo não é apreendido se tiver segurança para circular, mas o certificado de licenciamento anual será recolhido. O proprietário recebe um recibo, assinalando a entrega do CRLV, e tem entre três e sete dias úteis para se apresentar ao Detran regularizado e reaver o documento.

A “Operação Detran Seguro” conta com ações diárias, inclusive aos sábados e domingos, na capital e no interior do estado. As ações serão realizadas durante o dia. As datas e locais não serão divulgadas previamente.

Mais do SFn