quarta-feira , 21 agosto 2019

No RJ, população fora do público-alvo só poderá ser vacinada contra gripe após o dia 15 Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, o RJ é o estado com pior cobertura vacinal de campanha, alcançando apenas 60% do público-alvo

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, o RJ é o estado com pior cobertura vacinal de campanha, alcançando apenas 60% do público-alvo

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) manterá o público-alvo de vacinação contra a gripe no Estado do Rio de Janeiro e a população em geral, só poderá ser vacinada, caso haja estoque disponível, após o final da campanha, que ocorre no próximo dia 15 de junho.

Na última semana, devido à baixa procura pela vacina, a pasta decidiu ampliar a campanha nos postos de saúde dos 92 municípios, prorrogando-a até o dia 15 de junho. Até a última quinta (30/05), o estado havia atingido uma cobertura vacinal de 60% do público-alvo, o que representa 2,8 milhões de pessoas vacinadas.

A 21ª Campanha Nacional contra a gripe foi aberta no dia 10 de abril e, no restante do Brasil, onde a população em geral já pode se vacinar, foi encerrada dia 31 de maio. A meta do Estado do Rio de Janeiro é atingir uma cobertura de 90%. Há menos de 20 dias para o inverno, a imunização se faz ainda mais importante.

Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), idosos, gestantes e mães com até 45 dias após o parto tem até o dia 15 para se vacinar. Além desses, a vacina está disponível a jovens de 12 a 21 anos de idade sob medida socioeducativa e população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais, independentemente da idade. A vacina também está sendo ofertada aos professores das escolas públicas e privadas, além de policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas.


Mais do SFn