Novembro Azul: câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens Por ano, a doença provoca mais de 13 mil mortes no Brasil

Por ano, a doença provoca mais de 13 mil mortes no Brasil

Fotos: Reprodução

O mês de Novembro é marcado por ações que lembram a importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata. No Brasil, ele é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele. Por ano, a doença provoca 13 mil mortes.

Somente entre 2016 e 2017, 61,2 mil novos casos foram estimados pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca). A campanha tem ainda o intuito de estimular a população masculina a superar a vergonha em relação ao assunto e cuidar da saúde.

Segundo dados do Inca, a cada dez homens diagnosticados com câncer de próstata, nove têm mais de 55 anos. Ainda segundo o Inca, em sua fase inicial, o câncer da próstata tem evolução silenciosa. Muitos pacientes não apresentam nenhum sintoma ou, quando apresentam, são semelhantes aos do crescimento benigno da próstata (dificuldade de urinar, necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou a noite).

Na fase avançada, pode provocar dor óssea, sintomas urinários ou, quando mais grave, infecção generalizada ou insuficiência renal. Por isso a importância de um diagnóstico precoce. Recomenda-se que homens a partir dos 50 anos de idade (ou 45 anos, caso tenham fator de risco familiar) façam o exame de próstata anualmente, que inclui o toque retal e o exame de sangue.


Mais do SFn