quinta-feira , 21 novembro 2019

Operação contra pedofilia em grupos de WhatsApp termina com quatro presos e 11 detidos Operação aconteceu em nove municípios, entre eles, Campos e Miracema

Operação aconteceu em nove municípios, entre eles, Campos e Miracema

Fotos: arquivo SF Notícias

Quinze pessoas foram levadas para a Cidade da Polícia, no Jacaré, na Zona Norte do Rio, por suspeita de envolvimento em uma rede de pedofilia praticada em grupos de WhatsApp. Todas foram detidas durante a “Operação Imperium” deflagrada nesta quarta-feira (28/08) pela Secretaria de Polícia Civil, por meio da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV). Dos quinze, quatro foram presos em flagrante. Onze pessoas foram conduzidas para averiguação e 13 mandados de busca e apreensão foram cumpridos em várias cidades do Estado, entre elas, Campos e Miracema.

As investigações identificaram grupos formados por diversas pessoas pelo Brasil, incluindo o estado do Rio de Janeiro, que compartilham (recebem e enviam) fotos e vídeos contendo pornografia infantojuvenil. A investigação da DCAV demonstrou que o grupo, formado por homens e mulheres, tem tentáculos inclusive fora do país. Os 13 alvos desta operação de busca e apreensão foram localizados nos municípios do Rio de Janeiro (Jacarepaguá, Campo Grande e Andaraí), Itaguaí, Miracema, Campos dos Goytacazes, Araruama, Silva Jardim, Barra Mansa, Nova Iguaçu e São Gonçalo.

A ação foi coordenada pelo titular da DCAV, delegado Adilson Palácio, e pela delegada assistente Cristiane Aguiar, com apoio de unidades do Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE), Departamento Geral de Polícia da Baixada (DGPB), Departamento Geral de Polícia do Interior (DGPI) e Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE).

Mais do SFn