sexta-feira , 19 outubro 2018

Osteopatia: a cura da dor sem medicamentos Osteopata que atende em São Fidélis e Campos afirma que é possível parar de sentir dor através do tratamento e seguindo as orientações

Osteopata que atende em São Fidélis e Campos afirma que é possível parar de sentir dor através do tratamento e seguindo as orientações

Fotos: Reprodução/ Arquivo pessoal

As dores sejam nas costas, articulações, cabeça ou musculares, são companheiras de grande parte da população. O que muitos não sabem é que é possível acabar com elas sem o uso de medicamentos, através do tratamento chamado osteopatia.

“A osteopatia pode tratar qualquer tipo de dor, seja ela de cabeça, pescoço, ombros, coluna, cotovelos, punho, mãos, quadril, joelhos, tornozelos e pés. Tem também a parte visceral, como problemas de estômago, intestino, fígado, rins e, até mesmo problemas com insônia, nervosismo e depressão. O resultado pode ser satisfatório ou não, depende do comprometimento do paciente” – explica o Dr. Antônio Júnior que atua em São Fidélis e Campos dos Goytacazes há 2 anos.

O osteopata afirma que é possível a pessoa parar de sentir dor se for realizado o tratamento e seguido todas as orientações recomendadas por ele. “Meu objetivo é ir aonde à medicina tradicional não vai, que é na causa da dor do paciente, pois o que mais vejo em consultório são pessoas viciadas em remédios que só mascaram o real problema” – disse.

O tratamento pode ser feito desde o recém-nascido (que apresente choro ininterrupto, refluxo, vômito) e até mesmo ao idoso debilitado e tem poucas contraindicações. “Não prescrevo nenhum tipo de medicamento. O próprio corpo quando está organizado utiliza o processo da Auto Cura” – explicou.

A duração do tratamento depende de cada pessoa, mas geralmente é feito um encontro semanal, com duração de 5 encontros ou mais. “Se o (a) paciente absorver as informações passadas no primeiro encontro, já é possível sair do consultório com bem menos dor” – ressaltou.

O osteopata atende de terça a sábado. O agendamento deve ser feito entre às 7h30 e 16h30 pelos números (22) 2758-5372 (em São Fidélis) ou (22) 2722-3207 (em Campos dos Goytacazes).


Mais do SFn