Paduano Jair Marinho, ídolo do Fluminense e campeão da Copa do Mundo de 1962, morre aos 83 anos Eles estava internado desde o dia 14, ele teve uma parada cardiorrespiratória. Enterro aconteceu na manhã deste domingo

Eles estava internado desde o dia 14, ele teve uma parada cardiorrespiratória. Enterro aconteceu na manhã deste domingo

Fotos: CBF / Fluminense F.C

Morreu no último sábado (07/03) o ex-jogador paduano Jair Marinho, que foi campeão da Copa do Mundo de 1962 pela Seleção Brasileiro, disputada no Chile. Segundo a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Jair estava internado desde o dia 14 de fevereiro no Hospital de Clínicas Alameda, em Niterói, e faleceu em decorrência de uma parada cardiorrespiratória. Lateral-direito, Jair passou o maior tempo da sua carreira vestindo o verde, o branco e o grená do Fluminense, clube que defendeu entre 1956 e 1964. Pelo tricolor das Laranjeiras, Jair conquistou dois Torneios Rio-São Paulo (1957 e 1960) e também um Campeonato Carioca (1959). Foram 258 jogos com a camisa do clube, o qual ele virou ídolo. (continua após a foto)

Em nota, o Fluminense disse que “lamenta a morte do ex-lateral Jair Marinho e se solidariza com família e amigos. Ídolo Tricolor, Jair foi campeão mundial de 1962 com a seleção brasileira. Com a camisa verde, branco e grená, disputou 258 jogos e conquistou diversos títulos”, diz a nota. Ele ainda atuou pela Portuguesa, pelo Corinthians, Vasco da Gama e Campo Grande. (continua após a foto)

Pela Seleção Brasileira, Jair Marinho disputou cinco jogos e obteve quatro vitórias. A seleção o venceu o Chile por duas vezes, o Paraguai e a seleção de Gales, e perdeu para o Arsenal da Inglaterra. Nascido em 1936, na cidade de Santo Antonio de Pádua, no Noroeste Fluminense, Jair conquistou a Taça Bernardo O’Higgins (1961), a Taça Oswaldo Cruz (1961, 1962), e a Copa do Mundo (1962). O velório aconteceu durante a sábado e o enterro na manhã de ontem (09) no Cemitério Maruí, em Niterói.

Mais do SFn