sexta-feira , 20 setembro 2019

Pai e filho vão encarar a II Bike Romaria com destino ao Santuário de Aparecida Quatorze fiéis de São Fidélis, entre eles o Padre Gaspar Pelegrini, vão de bicicleta até o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, em São Paulo

Quatorze fiéis de São Fidélis, entre eles o Padre Gaspar Pelegrini, vão de bicicleta até o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, em São Paulo

Quatorze fiéis de São Fidélis, entre eles o Padre Gaspar Pelegrini, vão começar amanhã a percorrer os mais de 500 quilômetros com destino ao Santuário de Aparecida, em São Paulo, na segunda Bike Romaria. Esse ano o desafio será ainda maior. Além de ir pedalando, oito integrantes do grupo também vão voltar sobre duas rodas, ou seja, serão mais de 1000 km em apenas uma semana. Entre os quinze estão Jouber Freixo e o seu pai, Carlos Roberto de Alvarenga Gonçalves, de 67 anos. Pedalando há menos de dois anos, o Carlinhos da geladeira, como Carlos Roberto é conhecido, vai encarar novamente a jornada ao lado do filho. “Ele foi ano passado e chegou super bem. Sobrando disposição”, disse Jouber. Em setembro, os dois vão encarar outro desafio. Percorrer o tradicional caminho da Estrada Real em Ouro Preto. Eles vão sair de Ouro Preto com destino a São Fidélis, sendo que boa parte do caminho será na Estrada Real. “Não se acha loucos por aí facilmente para aceitar minhas ideias malucas. Mas sendo comigo, meu pai topa qualquer desafio“. No Dia dos Pais, por exemplo, os dois saíram para dar uma pedalada na Serra de Itacolomi, região do Parque Estadual do Desengano na “Cidade Poema”. (continua após a imagem)

Para a segunda Bike Romaria, Jouber disse que o grupo está preparado e ansioso. “Fizemos diversas reuniões onde definimos todos nossos passos de ida e volta, cada detalhe. E as reuniões também serviram para fortalecer e estreitar os laços dos bike romeiros através de muita oração. Fizemos alguns treinos coletivos, onde além do preparo físico, pomos em prática as condutas que se deve tomar na estrada. Afinal, seremos um grupo grande, e isso requer disciplina e cuidado“. Jouber disse também que o grupo já é acostumado a pedalar por longas distâncias. Ele mesmo já pedala há 24 anos. O Padre Gaspar nem se fala. Só em 2018, por exemplo, ele pedalou 10 mil quilômetros, cerca de 200 por semana.

Imagem: Octávio Hentzy

Ontem (18/08) foi celebrada a missa de envio (imagem no final feita por Octávio Hentzy) com a benção para o grupo. Os capacetes foram colocados aos pés da imagem de Nossa Senhora e cada um ofertou uma vela, que ficará acessa até o retorno dos romeiros. Além disso, o grupo vai levar uma pequena imagem peregrina da santa. Cada ciclista conduzirá a imagem em uma parte do caminho. Eles também vão levar uma bandeira. “O desafio dobrou de tamanho, e precisamos do dobro de orações”, postou Jouber em seu perfil em uma rede social. O SF Notícias vai acompanhar a jornada e atualizar as informações todos os dias em nosso site.


Mais do SFn