Palmeiras tem os ingressos mais caros do Campeonato Brasileiro Alviverde é o clube com o ingresso mais caro do futebol brasileiro, com um valor médio de R$ 57,00. O Palmeiras, inclusive, é líder no ranking dos preços de tickets no país desde 2015

Alviverde é o clube com o ingresso mais caro do futebol brasileiro, com um valor médio de R$ 57,00. O Palmeiras, inclusive, é líder no ranking dos preços de tickets no país desde 2015

Fotos: Divulgação

Como se não bastasse a alta nos preços da gasolina, do dólar, e da energia elétrica, o torcedor palmeirense precisou gastar mais que a média nacional para assistir seu time jogando em casa em 2019. Acontece que o Alviverde é o clube com o ingresso mais caro do futebol brasileiro, com um valor médio de R$ 57,00. O Palmeiras, inclusive, é líder no ranking dos preços de tickets no país desde 2015, ano seguinte à inauguração do Allianz Parque.

Em comparação, seus rivais possuem ingressos bem mais baratos: Corinthians (R$ 50), São Paulo (R$ 49) e Santos (R$ 36). O Flamengo tem um preço médio de R$ 44.

A torcida não fica nada feliz com essa realidade, naturalmente. Os gastos enquanto torcedor, afinal, vão muito além do simples ingresso de uma partida. Quem nunca decidiu viajar para acompanhar o seu time do coração jogar, por exemplo? Ou mesmo foi buscar quais são os sites de apostas brasileiros mais confiáveis para apostar no seu clube. Isso, claro, sem mencionar o valor dos uniformes oficiais.

Durante todo o ano, inúmeros torcedores foram às redes sociais reclamar dos altos preços.

“Acredito que a maioria das pessoas tem consciência de que não dá para ter ingressos com valores simbólicos todos os jogos, mas eu penso que seria totalmente viável o Palmeiras em jogos determinados colocar algum setor a preço popular. Pode não ser sempre, mas vez ou outra”, protestou uma torcedora no Twitter.

“Não afastem o povo do @Palmeiras, dado a realidade econômica do Brasil não é moral essa precificação dos ingressos. Vamos levantar o time juntos. Melhorem o @avantipalmeiras tragam o time pra jogar pelo Brasil. Norte, Nordeste, Centro-oeste são carentes de ver o Palmeiras”, pediu outro torcedor.

Menor arrecadação

Apesar do alto valor cobrado nos ingressos, o Palmeiras deve terminar o ano com uma arrecadação de cerca de R$ 20 milhões a menos em bilheteria que o ano passado. Ao menos, é o que diz os cálculos realizados pelo Globo Esporte. Em 2018, tendo disputado 31 jogos na Arena e seis jogos no Pacaembu, o Verdão arrecadou R$ 79.559.151,00. Seu público médio como time mandante foi de 32.006 pessoas, com uma ocupação de 74%.

Novo técnico

Vanderlei Luxemburgo foi anunciado como o novo técnico do Palmeiras para 2020. Esta será a quinta passagem do treinador pelo Verdão. Antes, comandou o clube em 1993/94, 1996, 2002 e 2008/09.

“Um abraço a você, torcedor palmeirense. Esse clube que me deu tantas alegrias. É uma honra, uma satisfação pessoal muito grande poder estar aqui. Vamos trabalhar bastante. Nada resiste ao trabalho. As competições estão aí para nós, o Palmeiras, pela grandeza que tem e vai continuar tendo na elite do futebol sul-americano e mundial, é para brigar por títulos”, falou o técnico à torcida. “E isso nós prometemos, nós vamos brigar por títulos. Se vamos ganhar ou não, é questão de momento. Mas que vamos brigar, vamos brigar. Vamos entrar para ganhar”, completou.

Luxerbugo treinou o Verdão entre 1993 e 1995, deixando o clube para comandar o Paraná e depois o Flamengo. Não muito tempo depois retornou, ficando no comando do Palmeiras de 1996 a 1997. As outras passagens dele como técnico aconteceram em 2002, e depois entre 2008 e 2009.

Em quatro das cinco passagens ele conseguiu títulos – apenas a passagem em 2002 ficou em branco. Foi do alviverde que saíram algumas de suas principais conquistas: foi duas vezes campeão brasileiro (1993 e 1994), quatro vezes campeão paulista (1993, 1994, 1996 e 2008) e campeão do Torneio Rio-São Paulo de 1993.

Em 2020, o Luxemburgo completará 40 anos de carreira como treinador. Dono de cinco títulos, comandou o Vasco em 2019, clube que terminou sem títulos este ano, mas líder em número de sócios-torcedores.

Mais do SFn