segunda-feira , 25 setembro 2017

Pedalando pelo mundo para ajudar animais de rua, britânica passou por São Fidélis, Cambuci e Itaocara Ishbel Nonamie pedala há três anos pelo mundo para ajudar animais de rua

Ishbel Nonamie pedala há três anos pelo mundo para ajudar animais de rua

Em Itaocara ela ajudou o Black, que está com anemia por causa dos carraças. Ele foi levado até um veterinário com ajuda de moradores

Há três meses o amor aos animais, principalmente aos de rua, falou mais alto para a britânica Ishbel Nanamie. Ela deixou o medo de lado, e contrariando os amigos que alertaram sobre o Brasil ser um país perigoso, a blogueira embarcou nesta jornada, buscando resgatar e ajudar os bichinhos.

Sem dinheiro e percorrendo milhares de quilômetros em sua bicicleta completamente adapta, o primeiro cão adotado por Ishbel no Brasil foi a Maria, de três anos, que seguiu a viagem ao lado dela em uma carrocinha adaptada para a bicicleta.

Passagem por Cambuci

Em entrevista ao SF Notícias, a blogueira relatou um pouco de sua experiência ao escolher viajar pelo interior e também falou sobre sua passagem por São Fidélis. “Eu estava levando um cão de rua chamado Maria para Teresópolis para os meus amigos da ONG “Dogs in Brazil”, onde eu usaria seu veterinário, André Bastos, que um dos melhores no país, para operá-la e prepará-la porque a estou adotando. Eu escolhi essa rota porque era mais silenciosa e eu deixei a costa. Que surpresa eu tive! É o melhor ciclismo que tive no Brasil, que viaja ao longo do rio, absolutamente lindo, com  pequenas cidades adoráveis, onde as pessoas são tão amigáveis e úteis”.

A blogueira passou por diversas cidades da região, nas quais foi recebida por amigos que apoiam a causa. O primeiro município foi Campos, em seguida São Fidélis, Cambuci e Itaocara. Ela percorre o mundo de bicicleta ajudando os animais há três anos, e o Brasil, foi o 16º país por onde ela desembarcou.

Na “Cidade Poema” contou com a ajuda de Míriam (foto): “Eu estava realmente presa e com medo porque estava escuro e eu não havia encontrado nenhum lugar para acampar. Foi a primeira cidade que não fui hospedada pelos ciclistas. Eu não tenho dinheiro para hotéis porque eu tenho pedalado pelo mundo por três anos acampando selvagemente. Essa mulher é minha heroína. Eu provavelmente escreverei sobre ela no livro que estou escrevendo sobre o Brasil. Ela é o porquê de eu ter amado sua cidade. Ela levou a mim e Maria para a casa dela, e no dia seguinte Maria estava cansada e ela insistiu para que eu ficasse mais uma dia para Maria descansar. Ela também forneceu toda a nossa comida” – contou.

Para ajudar a Ishbel a continuar com esse trabalho, você pode entrar em contato através do blog ou facebook.com/Worldbikegirl, que foi por onde nossa redação conseguiu falar com ela. Atualmente, Ishbel está em Teresópolis.

Em São Fidélis, ela ficou na casa da Míriam, às margens da RJ-158

Mais do SFn

SFn