“Perdi meu bem mais precioso! Quero Justiça!”, diz mãe após morte de criança em hospital de Pádua João, de apenas 2 anos, foi internado com crise de hérnia na virilha no domingo, dia 28, mas morreu na segunda (29) após receber medicação

João, de apenas 2 anos, foi internado com crise de hérnia na virilha no domingo, dia 28, mas morreu na segunda (29) após receber medicação

Fotos: SF Notícias

A Polícia Civil de Santo Antônio de Pádua aguarda o resultado de exames para dar seguimento nas investigações sobre a causa da morte de uma criança de 2 anos de idade no Hospital Hélio Montezano, em Santo Antônio de Pádua. João, morador do bairro Chalé, na divisa com Pirapetinga, deu entrada na unidade por volta das 20h do último domingo, dia 28. Ele morreu na manhã de segunda-feira (29).

Segundo a nota divulgada pelo hospital, ele deu entrada com crise de vômito e portando uma hérnia inguinal. De acordo com o hospital, a criança foi atendida imediatamente pelo médico plantonista e encaminhada para internação na seção de pediatria, onde recebeu medicação. A unidade informou ainda que no dia seguinte, João recebeu a mesma medicação, mas sua reação ao tratamento não ocorreu da forma esperada. Ainda segundo a nota, um inquérito administrativo está em curso, ouvindo todos os envolvidos, para que as medidas cabíveis sejam tomadas.

A mãe do pequeno João também divulgou um texto. Ela usou a sua conta no facebook para falar sobre o caso e pedir justiça. Veja abaixo a postagem.

“Hoje e um dia muito triste! Perdi meu bem mais precioso! Por negligência de medico e demais meu filho, meu pequeno João faleceu hoje. Foi internado com crise de hérnia na virilha ontem. Durante a madrugada teve vômito pedi ajuda só que me falaram que já tinha sido medicado n podia faze nada. Nesta manhã ele ainda estava com vômito, mas estava animado e brincou comigo. Ele resmungava de dor, ai deram uma injeção e ele teve convulsão. A enfermeira não correu com ele. Pegou ele no colo e disse que estava tudo bem, mas ele já havia morrido. Quero justiça! Mataram meu filho! Nada vai traze ele de volta. Não importa de quem é a culpa, mas quero justiça! Meu mundo acabo!”, disse ela.


Mais do SFn