segunda-feira , 15 outubro 2018

Pezão autoriza convocação de aprovados em concurso da PM PMs serão convocados por turmas, cada uma com 500 alunos, conforme colocação no concurso de 2014

PMs serão convocados por turmas, cada uma com 500 alunos, conforme colocação no concurso de 2014

Fotos: SF Notícias

O governador Luiz Fernando Pezão assina, nesta quinta-feira (05/07), às 11h, no Palácio Guanabara, decreto que autoriza a convocação de 1373 aprovados em concurso da Polícia Militar, realizado em 2014, para iniciar no curso do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP). Os novos PMs serão convocados por turmas, cada uma com 500 alunos, conforme colocação no concurso de 2014.

A previsão é que, em 2019, após conclusão do curso, os 1373 já estejam atuando em diversas regiões do estado. Nesta seleção, foram aprovados 4 mil candidatos. Cerca de 1300 já haviam ingressado na PM em 2016.

Investimentos Segurança

Nesta terça-feira (3/7), mais 265 viaturas para reforçar a frota da Polícia Militar. Os novos veículos são do modelo Ford Ka e fazem parte do segundo lote. Em 26 de abril, foi entregue o primeiro lote, também de 265 veículos. Além disso, a PM recebeu outros 50 veículos descaracterizados para serviço reservado. No total, foram entregues 580 carros, que custaram R$ 37,6 milhões aos cofres estaduais.

A PM já fez outro pregão eletrônico destinado à compra de 170 viaturas pick ups no valor  de R$ 24 milhões, que serão entregues nos próximos meses. O governo ainda liberou R$ 93 milhões para a recuperação e manutenção contínua de toda a frota da corporação no decorrer deste ano. Estão sendo reformados 748 veículos em 60 oficinas credenciadas em todo o estado. A recuperação e manutenção da frota também são resultado de licitação, aprovada pelo Tribunal de Contas do Estado.

Outro investimento do Governo do Rio na área de Segurança, o Regime Adicional de Serviço (RAS), foi pago por meio da Secretaria de Fazenda, nesta segunda-feira (2/7), à Polícia Militar. Trata-se do RAS compulsório, relativo ao mês de maio, pago a 11.904 policiais, num total de R$ 1,883 milhão.

A retomada do pagamento do RAS – hora extra dos profissionais da Segurança – ocorreu na segunda quinzena de maio. Em fevereiro, o governo do Rio havia quitado dívidas do RAS e do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis) no valor de R$ 23 milhões.

No fim de maio, o Estado pagou a última parcela referente ao Sistema Integrado de Metas (SIM) pendente aos servidores da área de Segurança, no valor total de R$ 71 milhões.


Mais do SFn