PM é assassinado em tentativa de assalto em Bom Jardim: quatro bandidos foram presos e um morreu Objetivo da quadrilha era roubar um malote com o pagamento de funcionários de um cafezal

Objetivo da quadrilha era roubar um malote com o pagamento de funcionários de um cafezal

Carro onde estava o PM. Fotos: Redação SF Notícias

Um policial e um bandido morreram durante uma tentativa de assalto a um empresário no final da tarde desta sexta-feira em um distrito de Bom Jardim. O objetivo da quadrilha era roubar um malote. Além do criminoso morto, outros quatro também participaram da tentativa, mas foram presos na rodovia entre Bom Jardim e Cordeiro.

Segundo informações do comandante do 11º Batalhão de Polícia Militar, o tenente-coronel Eduardo Vaz Castelano, policiais foram até uma fazenda situada no distrito de Ponte Berçot para verificar uma possível tentativa de roubo. Ao chegarem a fazenda os PMs encontraram um homem morto. Ele foi identificado como Cabo Gláucio Luiz Gonçalves Carvalho, de 31 anos.

Ainda de acordo com Castelano, um funcionário da fazenda contou que o veículo onde o PM estava – Fiat Strada de cor branca – junto com um empresário foi abordado por cinco homens armados que estavam em um carro modelo Nissan March de cor vermelha. Os bandidos anunciaram o assalto e efetuaram vários disparos contra as vítimas. O PM foi atingido por dois disparos de arma de fogo no peito e cabeça. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O empresário foi atingido no ombro direito. Ele foi levado para a Casa de Saúde de Bom Jardim.

Carro usado pela quadrilha

Um dos criminosos envolvido no roubo também morreu. Alexandre Geraldo de Moraes Tavares, de 38 anos, foi encontrado morto dentro do carro usado pela quadrilha. Ele foi atingido por um tiro no peito. Para fugir, o restante do grupo roubou um Fusca de cor branca, que foi interceptado por policiais na RJ-160, no bairro Dois Valos, em Cordeiro.

No veículo estavam Leonardo Silva de Meneses, de 35 anos, Odilon Santana de Souza, 40 anos, Paulo Alberto Costa da Silva, 37 anos, e Izanir de Macedo Gomes, de 48 anos, conhecido como “Toco”. Este último, com ferimentos provocados por um tiro na perna direita. Ele foi levado para o Hospital Municipal de Cordeiro para ser atendido, onde permanece custodiado.

“Toco” contou que planejou roubar um malote referente ao pagamento de funcionários de um cafezal. A ação teve o apoio de um detento, que foi responsável por arregimentar os demais envolvidos na ação, que são moradores de Bangu, na Zona Oeste do Rio. Ele também confessou que roubou uma casa lotérica em Nova Friburgo no ano de 2016, no bairro de Conselheiro Paulino com os mesmos comparsas e que também roubou uma lotérica em Trajano de Moraes e uma Agência do Banco Itaú em Cordeiro.

No carro usado na fuga, policiais militares encontraram seis armas, entre elas, a pistola de calibre .40, de propriedade do Cabo Gláucio. Também foi encontrado um malote com documentos do empresário que estava com o PM, além de um notebook. O dinheiro não chegou a ser levado pelos bandidos.

Baixe agora o aplicativo do SFn no seu celular!https://goo.gl/w4WvaY.


Mais do SFn

SFn