quinta-feira , 14 novembro 2019

PM é morto com tiro na cabeça; Recompensa de R$ 5 mil por informações sobre quem matou Mariotti Ele era lotado no 22º BPM da Maré. Segundo a PM, ele foi baleado ao tentar evitar um roubo

Ele era lotado no 22º BPM da Maré. Segundo a PM, ele foi baleado ao tentar evitar um roubo

O Disque Denúncia ofereceu neste domingo (06/01) uma recompensa de R$ 5 mil para quem der informações que possam levar à identificação e prisão dos envolvidos na morte do soldado da PM Daniel Henrique Mariotti, de 30 anos.

Mariotti foi morto com um tiro na cabeça ao tentar evitar um roubo na Linha Amarela na tarde deste sábado (05). Ele estava em uma motocicleta da PM quando foi atingido pelo disparo. O soldado foi socorrido e encaminhado ao Hospital Geral de Bonsucesso, onde passou por cirurgia, mas não resistiu.

“O Rio de Janeiro acaba de perder mais um herói nesta guerra contra os terroristas nas ruas do nosso Estado. Quero manifestar meu mais profundo pesar pelo assassinato do soldado PM Mariotti e minhas condolências à família. Que Deus o abençoe e o receba”, diz a nota divulgada pelo governador Wilson Witzel.

“Meu pesar à família de mais um PM assassinado no RJ, o soldado Mariotti. A caça aos agentes de segurança e o massacre dos cidadãos de bem sempre foram tratados como números. Legislativo, Executivo e Judiciário juntos, devem na lei, propiciar garantias para que o bem vença o mal”, postou o presidente Jair Bolsonaro no Twitter e Facebook.

Em 2018, 123 agente de segurança – entre policiais civis, militares, agentes penitenciários, da PF, da PRF, das Forças Armadas, guardas municipais e bombeiros – foram mortos no Estado do Rio de Janeiro. Muitos deles estavam de folga e foram surpreendidos por criminosos ao serem identificados como policiais. Mariotti é o primeiro a ser assassinado neste ano.

Mais do SFn