terça-feira , 17 setembro 2019

PM vai implantar programa de reconhecimento facial e de placas de veículos A tecnologia, que será utilizada em caráter experimental durante o carnaval

A tecnologia, que será utilizada em caráter experimental durante o carnaval

A Secretaria de Estado de Polícia Militar vai implantar, durante o Carnaval, o projeto-piloto do sistema de reconhecimento facial e de leitura de placa de veículos. A tecnologia, que será utilizada em caráter experimental, vai ajudar a reforçar a segurança em Copacabana a partir desta sexta-feira (1/3). Para viabilizar a implantação do sistema, 100 policiais estão sendo capacitados em um curso intensivo no CICC (Centro Integrado de Comando e Controle).

Segundo o Termo de Cooperação assinado entre a secretaria e a Oi, sem custo para o Governo do Estado, o monitoramento funcionará apenas no período de Carnaval. Se aprovado, o projeto-piloto servirá de base para o termo de referência de uma futura licitação, com a possibilidade de participação de outras empresas.

– As atividades começam na sexta, às 8h, e vão até as 8h da Quarta-Feira de Cinzas (6/3). Nos dois dias seguintes, o trabalho será avaliado. As operações retornam no sábado (9/3) e serão encerradas no domingo (10/3) – explicou o porta-voz da Secretaria de Polícia Militar, coronel Mauro Fliess.

Utilizando de forma integrada as câmeras instaladas em Copacabana, o programa consiste no envio de informações online e em tempo real para uma central que ficará instalada no CICC. As imagens faciais e das placas dos veículos serão analisadas por operadores, que utilizarão os bancos de dados da Polícia Civil e do Detran. Serão usadas imagens de 28 câmeras de monitoramento de trânsito da CET-Rio, que são interligadas ao centro. A gestão operacional do sistema ficará restrita ao Estado, que terá o controle do banco de dados. O suporte da Oi será na tecnologia oferecida.


Mais do SFn