PMs de São Fidélis entre os homenageados pelo 8º BPM

policia militar foto jainne oliveria
Fotos: Vinnicius Cremonez

Policiais Militares do 8º Batalhão, responsável pela segurança nos municípios de Campos, São Fidélis, São Francisco de Itabapoana e São João da Barra, foram homenageados em uma solenidade na manhã desta quinta-feira(16) na sede do Batalhão em Campos.

Ao todo 42 policiais Militares, entre Oficiais e Praças e Setor Administrativo do 8º BPM, foram homenageados por se destacarem nos serviços prestados nos últimos três meses. Os homenageados receberam um certificado pelo excelente empenho durante o trabalho.

A solenidade foi realizada pelo Comandante do 8º BPM, Tenente Coronel Ramiro Campos e pelo Sub Comandante do Batalhão, Major Fábio Campos.

policia dEntre os homenageados, estavam três membros do Grupamento de Ações Táticas(GAT) da 4º Companhia de Polícia Militar de São Fidélis, sendo eles, Sargento Miranda, Cabo Pontes e Soldado De Paulo, que receberam pela quarta vez a homenagem.

Os Militares são responsáveis por diversas apreensões no município, entre elas, apreensões de drogas, dinheiro, material para jogos de azar e do bicho, além de motos e carros irregulares.

acusado-homicidio Os Militares também foram responsáveis pela prisão dos suspeitos de terem cometido um homicídio no dia 30 de agosto no bairro Jonas de Almeida e Silva, conhecido como Chatuba.

José Francisco Oliveira da Silva, de 18 anos, foi morto com um tiro na cabeça quando estavam em frente a um bar, próximo a uma escadaria que leva até as casinhas populares.

Após um trabalho de investigação e com ajuda de denúncias anônimas, os policias chegaram aos acusados, que estavam em um matagal próximo ao matadouro municipal.

pm sf eForam encontrados com os acusados, identificados como Bruno Eduardo de Oliveira Azevedo, de 21 anos, e Maycon Antônio Mendonça Marins, de 20 anos, nove buchas de maconha e três papelotes de cocaína. A arma usada no crime não foi localizada apesar dos acusados terem informado a polícia que a mesma estaria próximo ao “Escadão”.

Segundo a informações da polícia os acusados disseram que a motivação do crime  era vingança pela morte de uma tia de “Bruno”, morta na localidade de Itereré , por José Francisco.

policia militar gat


Mais do SFn