homicídio jovem 2

Polícia Civil conclui inquéritos sobre homicídios em São Fidélis

corpo mulher 88
Fotos: Vinnicius Cremonez / Matheus Almeida

A Polícia Civil de São Fidélis concluiu os inquéritos relacionados a dois homicídios e uma tentativa de homicídio que chocaram o município nos últimos meses.

Um dos inquéritos é sobre o caso envolvendo o Bombeiro Fernando Penna, sua ex-esposa fernandoÉrika da Conceição, de 29 anos, e uma amiga dela, identificada como Kissila Rosa, de 19 anos. As duas foram esfaqueadas, mas Érika também foi atingida por pedradas, e seu corpo foi encontrado no dia seguite ao crime, dentro de uma vala às margens da RJ 158.

Já Kissila fingiu estar morta, e teve seu corpo jogado atrás de um campo no bairro Julião Nogueira, próximo ao Shopping Boulevard, em Campos dos Goytacazes. O motivo do crime seria a separação do casal e o relacionamento entre as duas vítimas. Veja abaixo outras matérias relacionadas ao caso.

Corpo de enfermeira esfaqueada é enterrado em São Fidélis

Bombeiro acusado de matar enfermeira Érika é preso em Campos

Caso Érika: Polícia faz reconstituição do crime e acusado se emociona em coletiva de imprensa

homicídio jovem 1Também foi concluído o inquérito da morte de Fábio Inácio da Silva, de 22 anos. O jovem foi atingindo por pauladas. Ele ainda conseguiu correr por alguns metros dentro do Rio Paraíba tentando se salvar,  mas caiu e acabou morrendo afogado. O corpo foi encontrado por populares na localidade conhecida como Laranjal.

Carlos Rangel Campos, conhecido como “Jacó”, assumiu a autoria do crime, e disse que tudo aconteceu devido uma dívida de 10 mil reais, originada por falta de pagamento de drogas compradas quando a vítima ainda era menor de idade.

Polícia apreende acusado e faz reconstituição criminal do homicídio de jovem fidelense

Preso por homicídio em S. Fidélis comemorou crime em bar 

Em entrevista ao SF Notícias, o delegado Dr. Rodrigo Maia contou que os dois inquéritos foram concluídos e foram decretadas a prisão preventiva para os dois apontados como responsáveis pelos crimes. O bombeiro Fernando Penna aguarda o julgamento no Grupamento Especial Prisional (GEP) do Corpo de Bombeiros, em São Cristóvão, no Rio. Se condenado, Fernando provavelmente deverá ser transferido para o complexo penitenciário de Bangu. Já “Jacó” está preso em Campos.

HOMICÍDIO JOVEM 13

SFn