segunda-feira , 10 dezembro 2018

Polícia Civil faz operação para prender suspeitos de assaltos em São Fidélis Eles também são suspeitos de envolvimento em assaltos na RJ-158 e em Campos

Eles também são suspeitos de envolvimento em assaltos na RJ-158 e em Campos

Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil de São Fidélis, com o apoio de policiais da 134ª DP de Campos, realizou uma operação na manhã desta quinta-feira (08/11) para prender suspeitos de envolvimento em assaltos em São Fidélis e região. Dois deles foram identificados e tiveram os mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça.

Em um dos casos, uma estudante foi rendida por homens armados quando saía da faculdade na Vila dos Coroados. Ela teve uma arma apontada para a cabeça e foi colocada no próprio carro, sendo levada para Estrada da Palestina, na descida do Morro do Gambá, onde foi deixada pelos criminosos em um ponto que fica a 15km da RJ-158. Os bandidos fugiram sentido Campos. A estudante conseguiu uma carona e acionou a delegacia de São Fidélis.

Em outro assalto, os bandidos renderam uma médica e o marido quando eles chegavam em casa, na Rua Luiz Costa Machado, próximo ao Lar dos Velhos. Ao ser rendido, o casal também foi obrigado a permanecer no veículo. Eles foram levados para a RJ-158 e deixados na Estrada de Copinho, em Ernesto Machado.

Segundo o Delegado, Dr. Rodrigo Maia, que comandou a operação, os suspeitos foram identificados através de uma investigação do setor de inteligência da 141ª DP. As vítimas também reconheceram os suspeitos através do banco de imagens da delegacia. Os dois identificados também são suspeitos de praticarem assaltos na RJ-158 e na área da 134ª DP, em Campos.

Na operação de hoje, apenas um deles foi encontrado. Marlon dos Santos França foi encaminhado para a delegacia do Centro de Campos, onde presta depoimento. Já Jeiçon Ricardo Sales é considerado foragido. Ambos são moradores de Tócos, distrito de Campos.

“As vítimas de assaltos podem procurar a delegacia para fazer o reconhecimento através do banco de imagens da polícia”, disse o delegado


Mais do SFn