quinta-feira , 27 fevereiro 2020

Polícia Civil prende mulher que criou falso cartório e realizou mais de 300 casamentos sem validade no RJ Criminosos cobravam R$ 600 pela cerimônia religiosa e seus efeitos civis, mas tudo era falso

Criminosos cobravam R$ 600 pela cerimônia religiosa e seus efeitos civis, mas tudo era falso

A Secretaria de Polícia Civil (Sepol), por meio da 64ª Delegacia Legal de São João de Meriti, realizou, nesta terça-feira (04/02), a “Operação Las Vegas”, com objetivo de prender a proprietária de um falso cartório que realizou mais de 300 casamentos sem validade. O local funcionava no bairro de Oswaldo Cruz, na Zona Norte do RJ, mas o grupo responsável pela fraude atuava em outras filiais, sendo uma delas no centro de São João de Meriti. De acordo com os agentes da unidade, após três meses de investigações foi apurado que os criminosos cobravam R$ 600 pela cerimônia religiosa e seus efeitos civis, o que inclui a habilitação no cartório para validar o casamento civil. Eles realizavam apenas a cerimônia religiosa e entregavam uma falsa certidão de casamento, usando o brasão da República.

A certidão de habilitação é o documento emitido pelo cartório que registra que os noivos estão livres para se casarem. Após a cerimônia, os noivos devem juntar a documentação no cartório público para gerar efeitos civis. Ainda segundo os policiais, além da proprietária do local, que foi autuada em flagrante por associação criminosa, outras três pessoas também são investigadas e responderão pelos crimes de estelionato, uso de insígnia ou brasão da república sem autorização e associação criminosa. As investigações continuam para identificar outras possíveis vítimas.

Mais do SFn