Polícia de São Fidélis investiga suposto estupro de duas adolescentes

 

Policiais da 141ª Delegacia Legal de São Fidélis investigam um suposto estupro a uma adolescente de 13 anos, ocorrido na noite do último domingo (14), na Rua da Igualdade, no bairro Matadouro. M.S passou por exame de corpo delito e o resultado deve sair ainda nesta semana. A filha do suspeito, de 18 anos, que estava com a vítima, confessou sofrer o mesmo tipo de abuso quando mais nova.

Segundo a polícia, as jovens desistiram de ir a uma festa em Itaocara e resolveram lanchar na localidade de Angelim, distrito do município. A filha do suposto estuprador pediu dinheiro pra lanchar, mas ele decidiu acompanhar as meninas. Em depoimento, as adolescentes disseram ainda que no caminho ele teria oferecido um mousse de maracujá, mas só M.S. consumiu o doce por completo. A polícia suspeita que a adolescente tenha sido vítima do efeito “boa noite cinderela”.

Ao término do lanche o suposto estuprador, um pedreiro de 39 anos, deixou a filha em casa no bairro Nova Divineia, e seguiu a caminho da casa da amiga num carro de cor azul escuro, quando teria cometido o ato na esquina de sua residência, no bairro Matadouro.

A vítima revelou ter acordado seminua no banco traseiro do veículo com o homem beijando em seu rosto. Ao chegar à casa, a mãe disse ter encontrado a filha tonta se escorando nas paredes com a roupa rasgada em sua parte íntima. No mesmo dia ela foi levada para o hospital Armando Vidal e foi liberada.

A outra jovem, filha do suspeito, confessou ter sido abusada sexualmente quando mais nova. As roupas da vítima foram levadas para exames no Rio de Janeiro. O caso está sendo investigado pelo delegado Rodrigo Maia, que aguarda o resultado de corpo delito para pedir a prisão do suspeito.

Procurado pela equipe do jornal Terceira Via, o delegado confirmou que o caso foi registrado e que não poderia outras informações para que as investigações não sejam prejudicadas.

Jornal terceira via


Mais do SFn