sexta-feira , 9 dezembro 2016
POLICIA-CIVIL-HOMICIDIOS-CORE-OPERAÇÃO

Polícia divulga que suspeitos receberam dinheiro no homicídio de ex-prefeito de Macuco

333
Fotos: Arquivo/Reprodução.

A Polícia Civil divulgou a informação de que os suspeitos de terem assassinado o ex-prefeito de Macuco, Rogério Bianchini, teriam recebido dinheiro para cometer o crime. Rogério (PMDB) foi morto no dia 30 de abril, na frente de sua casa, voltando de uma caminhada. O ex-prefeito foi alvo de cinco tiros, que surgiram a de dentro de um carro. Ele morreu a caminho do hospital.

De acordo com as investigações, o policial militar Davi Carlos Medeiros, de 41 anos, preso no mês passado, foi o responsável pelos disparos. De acordo com o delegado Fábio Barucke, o assessor do vereador Douglas Borges (PSC), Daniel Aleixo, estava com Davi no momento da ação. Ambos também foram presos por suspeita de participação no homicídio.

O andamento das investigações já concluiu que o crime teve motivação política, já que Rogério era candidato às próximas eleições no município.

Vereador é preso acusado de participação no assassinato de ex-prefeito de Macuco

Polícia prende suspeito de ter matado ex-prefeito de Macuco e faz operação na Câmara Municipal de Vereadores de Macuco

SFn