Foto: SFnotícias
Foto: SFnotícias

Polícia faz novas buscas por fidelense acusado de sequestrar e matar cabo da PM

policia estrada
Fotos: SFnotícias / divulgação

Policiais militares da 4º Companhia de São Fidélis e do serviço reservado do 8º BPM realizaram novas buscas pelo acusado de sequestrar e matar um cabo da PM em Rio das Ostras.

cicero pm
Cabo Cícero

O Fidelense Alexandre Soares Alves, de 32 anos, é o principal suspeito de sequestrar e matar o cabo Cícero Pedro do Nascimento. E crime aconteceu no bairro Palmital, no último dia 26 de fevereiro, mas o corpo do PM, foi encontrado no dia 27, em uma área de vegetação no bairro Boa Esperança, em Casimiro de Abreu, na altura do pedágio da BR-101.

De acordo com o comandante da 4º Companhia da PM de São alexandreFidélis, o tenente Prado, Alexandre Soares Alves nasceu na localidade de Grumarim, zona rural do município, mas estaria morando em Rio das Ostras. Buscas foram feitas durante o último sábado em alguns pontos de São Fidélis, como no bairro Nova Divinéia e na localidade de Grumarim, mas Alexandre não foi encontrado.

Nesta quarta-feira, a polícia militar recebeu uma nova denúncia, e novas buscas foram feitas. Um homem suspeito que estava em um veículo com as mesmas características de uma das denúncias, foi abordado e detido na saída de São Fidélis. Ele foi encaminhado para prestar depoimento na 141ª Delegacia Legal. O veículo que ele usava foi apreendido e encaminhado para o pátio da 4º Companhia.

Como o crime aconteceu:

Cícero estava acompanhava seu sogro Ary Bernardes de Mello, que iria receber o pagamento por uma moto vendida por Alexandre, quando os dois foram surpreendidos por homens armados na Estrada Velha de Palmital, próximo da divisa de Rio das Ostras com o distrito de Barra de São João, em Casimiro de Abreu.

carrro do pmAry foi baleado nas nádegas, na perna e nas costas, mas conseguiu correr e fugiu. Ele foi socorrido e encaminhado para o Pronto Socorro de Rio das Ostras, mas transferido para o Hospital Regional de Barra de São João, em Casimiro de Abreu.

Já o cabo Cícero foi colocado em um carro, modelo Astra de cor prata e placa HMO 2934, que foi encontrado horas depois com marcas de sangue na Estrada São João. Ary contou para a polícia que havia comprado uma moto de Alexandre em dezembro do ano passado, mas descobriu que o veículo era clonado. Ao ser cobrado, Alexandre prometeu devolver o dinheiro e marcou um encontro com Ary em uma obra, onde ele e o cabo Cícero, foram surpreendidos por mais três homens que estavam armados.

alexandre

SFn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *